Cabeleireiro oferece makeovers a sem-abrigo — e o resultado é impressionante

São apenas algumas das pessoas que um cabeleireiro tem vindo a ajudar. Já há um movimento nas redes sociais: Do Something For Nothing.

Joshua Coombes criou um verdadeiro movimento no Instagram e Facebook com a hashtag Do Something For Nothing

Todos os dias, depois do trabalho, Joshua Coombes pega nas tesouras e vai para as ruas ajudar quem precisa. De mochila às costas, procura quem se prepara para passar a noite na rua para lhes oferecer um corte de cabelo gratuito. Às vezes não tem de andar muito — ao fim de alguns anos a fazer isto, Joshua tornou-se conhecido em Londres. E às vezes basta passar pela porta do seu salão para perceber que já tem clientes à espera.

“Um corte de cabelo é uma ótima forma de dar dignidade, confiança e auto-estima a alguém. De mostrar outro lado de uma pessoa”, contou Joshua Coombes à edição norte-americana da revista “GQ”. “Para mim, neste momento é uma forma de contar a história daquela pessoa”.

Joshua Coombes shares his story with GQ Magazine about his journey and what it means to Do Something for Nothing and becoming the best a man can be. Watch and Share Please

Posted by Do Something For Nothing on Thursday, January 17, 2019

Aos 31 anos, Joshua Coombes trata aqueles clientes como qualquer outros que recebe no seu salão. Coloca-lhes uma bata por cima do corpo, uma gola para proteger o pescoço e conversa com eles. Quer saber as suas histórias, de onde vêm, o que sentem, o que vivem. No final, pergunta-lhes se pode partilhar um pouco do que eles lhe contaram.

Joshua Coombes é cabeleireiro e ajuda quem mais precisa

E é nas redes sociais que revela as suas histórias. Joshua Coombes criou um verdadeiro movimento no Instagram e Facebook com a hashtag Do Something For Nothing (faz alguma coisa sem receber nada em troca, em tradução livre), para incentivar outras pessoas a juntarem-se a ele e a contribuírem como conseguirem.

“Para mim é uma questão de dar algo de volta e de chamar a atenção para os sem-abrigo”, disse ao jornal britânico “Metro“. “Distribuir cortes de cabelo é uma coisa pequena, sou só eu a ir ter com eles, conversar e cortar-lhes o cabelo. Mas eles apreciam verdadeiramente esse gesto.

Para Joshua Coombes, fazer algo sem esperar receber nada em troca é algo inspirador. E foi exatamente por ter visto alguém a fazer isso mesmo em Nova Iorque que decidiu arrancar com esta ideia. “É fácil dar dinheiro para a caridade, mas é muito mais gratificante chamar a atenção para o problema”.

No ano passado, Joshua e o artista Jamie Morrison, amigo de longa data, decidiram levar o movimento para Los Angeles, uma das áreas nos Estados Unidos com mais sem-abrigo. Depois dos cortes de cabelo, Jamie pintou os retratos dos homens e mulheres que receberam uma transformação total. O resultado deu origem a uma exposição chamada “Light and Noise”, que entretanto já passou por Manchester, Amesterdão, Paris e Berlim.

"Light and Noise" já esteve em exibição em Los Angeles, Manchester, Amesterdão, Paris e Berlim

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]