Entre cães e gatos, a primeira escolha para adotar um novo amigo lá em casa, na maioria das vezes, é o cão. E porquê? Porque socializam mais facilmente com as pessoas e com os seus tutores, obedecem às regras que lhes são ditas (apesar de, nalguns casos, ser um longo processo de treino) e, de um modo geral, parecem gostar mais de nós.

Por outro lado, os gatos são mais independentes, fazem o que lhes apetece e são donos de si mesmos. Mas não é por isso que deixam de amar quem os trata bem — simplesmente demonstram o afeto de maneira diferente. Além disso, trazem vários benefícios para a saúde. Sabia que o ronronar dos gatos é benéfico para os seus ossos, tendões e músculos? E que ajudam a diminuir os problemas respiratórios das crianças?

Mostramos-lhe 5 estudos que comprovam os benefícios de adotar um gato.

10 coisas que pode (e deve) aprender com o seu gato

1. Ser uma cat lover diminui o risco de doenças cardíacas

De acordo com um estudo de 2009 publicado no “Journal of Vascular and Interventional Neurology”, segundo cita a plataforma de notícias “VT”, ter um gato pode ser vantajoso para a nossa saúde. Os investigadores garantem que quem tem gatos como animais de estimação apresenta um risco reduzido de morte por doenças cardiovasculares, incluindo ataque cardíaco.

2. Podem ajudar crianças com autismo

Um estudo de 2015 realizado por investigadores da Universidade de Missouri revelou que os gatos melhoram a interação social das crianças que têm autismo. Nesse estudo, foram observadas algumas famílias, sendo que metade delas possuía gatos em casa. Com esta amostra, foi possível concluir que os animais melhoraram as ligações com a família e outras crianças.

3. O ronronar dos gatos é benéfico para os seus ossos, tendões e músculos

Pode ser uma vantagem desconhecida para alguns, mas o ronronar do seu gato não significa apenas que ele está confortável ou feliz. Uma pesquisa afirma que o som é muitas vezes associado a uma cura terapêutica para os nossos ossos e músculos — tudo por causa da frequência de vibrações dos ruídos emitidos pelos gatos (20-140 Hertz).

4. Diminui os problemas respiratórios das crianças

Ao que parece, os gatos ajudam a resolver problemas respiratórios. Se não tem crianças em casa, mas está a pensar ter, em 2012 foi realizado um estudo onde revela que o contacto de gatos e cães entre as crianças desde o seu primeiro dia de vida pode beneficiar o sistema imunológico dos bebés, particularmente contra as doenças respiratórias.

5. A sua saúde mental pode melhorar

Em 2011, a Cats Protection fez um questionário a 600 pessoas, sendo que algumas tinham um gato como animal de estimação. Metade dos inquiridos afirmou ter um problema mental na altura da investigação. Segundo os resultados, 87% das pessoas que tinham gatos sentiram que os seus animais de estimação tinham um impacto positivo no seu bem-estar e 76% disseram também que conseguiam lidar melhor com o dia a dia com eles. Os investigadores concluíram ainda que abraçar o gato pode diminuir os sintomas de ansiedade e stresse.