A crítica diz que “Good Omens” é capaz de ser uma das melhores séries de 2019 e os fãs concordam. No entanto, o novo sucesso da Amazon Prime Video conseguiu chatear um grupo de cristãos fervorosos nos Estados Unidos da América.

Inspirada no livro assinado por Neil Gaiman, a série acompanha um anjo (Michael Sheen) e um demónio (Michael Tennant) à medida que tentam impedir o fim do mundo depois do nascimento do anticristo.

Apesar de ser uma comédia em que dois amigos improváveis admitem gostar demasiado do mundo para o deixar acabar, isso não impediu que um grupo de cristãos fizesse uma petição para pedir o cancelamento da série.

Estas 18 séries foram canceladas (mas há outras que vão voltar)

Segundo se pode ler no site oficial da petição, que atualmente já recolheu mais de 20 mil assinaturas, em causa está o facto de a série “ser mais uma produção que procura normalizar o satanismo e torná-lo aceitável”. Além disso, os responsáveis pelo protesto dizem ainda que a história “faz pouco da sabedoria de Deus” — que na série é uma mulher. 

“Este tipo de conteúdo retira a importância à verdade, ao erro e ao bem contra o mal. E destrói as barreiras do horror e medo que a sociedade ainda sente pelo Diabo”, lê-se. Problema? Além de a série já ter terminado, a publicação original pedia o cancelamento à Netflix quando, na verdade, a produção é exclusiva da Amazon.

Depois de o erro ter sido noticiado pela imprensa internacional, os responsáveis corrigiram o texto e disseram que assim que a recolha de assinaturas terminar, vão fazer o protesto junto da Amazon.

“Devido a um erro da nossa equipa, esta petição originalmente listava a Netflix como a responsável pela ofensiva série ‘Good Omens’. A Amazon Prime Video lançou a serie a 31 de maio. Lamentamos o erro e todo este protesto será entregue à Amazon quando a recolha de assinaturas ficar concluída”, lê-se.

Neil Gaiman, autor da história original, já reagiu no Twitter numa publicação que soma já mais de 22 mil gostos e 4 mil partilhas. “Adoro que eles estejam a pensar escrever à Netflix para que eles cancelem ‘Good Omens’. Só isso diz tudo, mesmo. Isto é lindo… prometem que não lhes dizem nada?”, escreveu.

Além de David Tennant e Michael Sheen, “Good Omens” conta ainda com Jon Hamm (“Mad Men”) e Frances McDormand (“Três Cartazes à Beira da Estrada”) no elenco.