Banksy pôs Lisboa e outras cidades do mundo na lista negra

Em causa está o facto de em todas elas estarem a ser organizadas exposições sem a autorização e o envolvimento do artista.

"Banksy: Génio ou Vândalo?" vai estar na Cordoaria Nacional, em Belém, entre 14 de junho e 27 de outubro

Getty Images

Foi anunciada em abril como sendo a primeira grande exposição do artista em Lisboa. Falamos de “Banksy: Génio ou Vândalo?”, a exposição que, entre 14 de junho e 27 de outubro, vai estar na Cordoaria Nacional, em Belém. São mais de 70 as criações que fazem parte desta mostra que tem como objetivo homenagear um artista que ainda hoje permanece no anonimato.

Num comunicado enviado à imprensa em abril, a organização explicou que esta não era uma mostra autorizada pelo artista. Mas isso não impediu Banksy de pôr Lisboa, bem como outras cidades do mundo, na lista negra.

Foi através do seu site oficial que Banksy fez saber, junto daqueles que o seguem, que nenhuma das exposições que estavam a ser promovidas em seu nome eram “consensuais”.

“Toda a gente deveria estar ciente de que está a haver uma onda recente de exposições do Banksy e nenhuma delas é consensual. Todas elas foram organizadas inteiramente sem o conhecimento ou o envolvimento do artista. Por favor, tenham isso em consideração”, lê-se. 

Na lista recolhida pelo artista encontram-se cidades como Moscovo, Amesterdão, Madrid, Paris e Lisboa — onde estão a ser preparadas exposições sem a sua autorização. E onde todos são obrigados a pagar para entrar, numa altura em que o artista já fez saber que nunca cobraria a ninguém que desejasse conhecer a sua arte.

“Banksy: Génio ou Vândalo?” conta com obras originais, fotografias, vídeos, esculturas e instalações do artista que, apesar das suspeitas, ainda hoje ninguém sabe muito quem é.

Os bilhetes podem ser comprados através do site oficial da Ticketline e custam entre 6€ a 32€.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]