Marie Kondo pode não ser a autora do famoso método de dobrar roupa

Linda Koopersmith, uma norte-americana de 59 anos, veio reclamar como seu o método de dobragem de roupa que tornou a japonesa famosa.

A japonesa de 39 anos é uma estrela de televisão graças aos seus dotes de arrumação

IMDB

Séries sobre crimes raciais nos Estados Unidos, documentários sobre o desaparecimento de crianças, filmes exclusivos. A Netflix tem de tudo, mas não são apenas os temas mais pesados que colam os espectadores ao ecrã. Prova disso é a legião de fãs que o programa “Marie Kondo: A Magia da Arrumação” conseguiu reunir desde a estreia da primeira temporada, em janeiro de 2019.

A série, focada nos dotes de arrumação da japonesa Marie Kondo e no seu método especial de dobrar roupa — o método Marie Kondo (que permite que todas as peças de roupa fiquem visíveis quando arrumadas numa gaveta) —foi um sucesso absoluto e transformou a protagonista numa estrela. Mas de acordo com uma notícia da “Page Six”, a agora famosa técnica de dobragem de roupa pode ter tido outra autora.

Linda Koopersmith, uma norte-americana que trabalha com celebridades de Hollywood e cuja especialidade é também a arrumação, veio a público reclamar a autoria do método de dobragem de roupa que tornou Marie Kondo famosa.

“Aquilo a que a Marie chama o método dela, é na verdade uma técnica de dobragem de roupa criada por mim há 27 anos. Foi publicada no meu livro em 2005, e demonstrada várias vezes no programa ‘Clean House’ e em vários vídeos publicados por mim no YouTube”, afirmou Linda Koopersmith à “Page Six”.

A norte-americana, que afirma trabalhar na área há mais de 30 anos, acrescentou ainda que inventou o método de dobragem quando a filha tinha três anos, para que a criança conseguisse ver toda a roupa que tinha arrumada.

“Apesar de tudo isto, a Marie Kondo é aclamada como a autora. Ninguém lhe perguntou como é que ela sem lembrou de tal. Quando a vi demonstrar a técnica na televisão pela primeira vez e apropriar-se da mesma, fiquei muito aborrecida. Foi como se alguém tivesse roubado o meu bebé”, disse Linda Koopersmith à mesma publicação.

Decidida a trazer a verdade a público, a norte-americana de 59 anos já afirmou que quer ser reconhecida como a verdadeira autora da famosa técnica de dobragem, que considera que mudou a vida de muitas pessoas.

“Esta mulher [Marie Kondo] não vai parar, e o que a tornou conhecida foi o meu método de dobragem. E ela chama-lhe o método Marie Kondo, mas é o método Linda Koopersmith”, garante.

Até à data, a japonesa Marie Kondo ainda não emitiu qualquer comunicado em relação ao assunto.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]