Estudo alerta para a presença de químico cancerígeno em vários cereais

Uma investigação norte-americana encontrou glifosato em muitos cereais, incluíndo nos famosos Cheerios e nas barritas da Nature Valley.

O glifosato está presente num dos pesticidas mais utilizados em colheitas nos Estados Unidos

Nyana Stoica / Unsplash

De acordo com um grupo ambiental norte-americano, pelo menos 21 cereais, barras de cereais e granolas das marcas Cheerios, Nature Valley e Fiber One contêm glifosato.

Este químico, usado na produção de herbicidas, está presente no produto Roundup, um pesticida muito utilizado nas colheitas de milho nos Estados Unidos e que está relacionado com o aparecimento de vários tipos de cancro no país.

A notícia, avançada pela CNN, dá conta de um estudo do Environmental Working Group, que encontrou glifosato em muitos cereais à venda no supermercado. Este químico já é classificado, desde 2015, como um componente potencialmente cancerígeno.

O produto Honey Nut Cheerios, um dos cereais mais populares nos Estados Unidos, especialmente entre crianças, está na lista deste estudo, divulgado em junho de 2019, que veio reacender a polémica com a utilização do pesticida Roundup, que já foi ligado a casos de linfoma no continente norte-americano.

Alexis Temkin, toxicologista e um dos autores do estudo, salienta a importância de proteger as pessoas deste químico, especialmente as crianças. “A exposição numa fase precoce da vida pode ter efeitos significativos no desenvolvimento na vida adulta”, explicou o especialista à CNN.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]