Chama-se Coco Palm Dhuni Kolhu, fica nas Maldivas, e está à procura de uma pessoa que queira combinar umas férias com a experiência de poder trabalhar num centro de resgate de tartarugas. O hotel de luxo anunciou na sua página oficial a abertura de inscrições para um estágio com duração de apenas duas semanas a acontecer em agosto.

Durante o processo, a pessoa escolhida vai ser acompanhada por Claire Petros, veterinária e especialista em tartarugas, no Centro de Resgate de Tartarugas do hotel — que está equipado como equipamento de última geração que permite resgatar, cuidar e reabilitar os animais que estejam a viver em condições degradantes.

Quer adotar um cão? Há uma ilha paradisíaca cheia de animais à procura de uma família

Ao longo das duas semanas do estágio, a pessoa escolhida vai estar encarregue de alimentar as tartarugas, limpar os tanques e observar todas as intervenções cirúrgicas que acontecem durante aquele período. Mas não só.

Vai ainda ter a oportunidade de estar presente em várias missões de resgate e de reintegração dos animais no seu habitat natural. Segundo escreve o empreendimento na página oficial, o estagiário vai ainda aprender a gerir redes sociais e terá acesso aos bastidores do centro de resgate.

Apesar de estar aberto a todas as nacionalidades e qualquer pessoa poder concorrer, o estágio não é pago. No entanto, o hotel assegura todas as despesas de custo — desde viagens de ida e volta para o país, bem como à estadia ou a alimentação no hotel.

O Coco Palm Dhuni Kolhu garante ainda a estadia numa vila paradisíaca do empreendimento bem como o acesso a experiências únicas, como a de um cruzeiro exclusivo organizado pelo hotel.

Era capaz de mergulhar numa piscina infinita no rooftop de um arranha-céus?

Para se candidatar, basta apenas fazer um pequeno vídeo e escrever uma carta de até 500 palavras a explicar o porquê de achar que seria a melhor pessoa para preencher a vaga.

Apesar de as experiências profissionais anteriores não serem um fator eliminatório, há um requisito: os candidatos têm de ser todos maiores do que 18 anos e abertos a novas experiências.