Meghan e Harry podem deixar projetos em comum com William e Kate

Os duques de Sussex podem deixar de trabalhar com William e Kate em causas solidárias. Especialista na família real fala em conflito.

Longe vão os dias de felicidade para os "Fab Four"

Getty Images

Assim que Meghan Markle se juntou à família real britânica, não demorou muito até que a imprensa inglesa arranjasse uma alcunha para a ex-atriz de “Suits”, para o príncipe Harry e para os duques de Cambridge, William e Kate: sempre que o quarteto aparecia em público ou se envolvia com alguma causa, as notícias falavam dos “Fab Four” (os quatro fabulosos, em tradução livre).

Uma das iniciativas mais conhecidas que junta a dupla de duques é a “The Royal Foundation”, uma instituição de caridade estabelecida por William e Harry em 2009, à qual Kate Middleton se juntou posteriormente, bem como Meghan Markle, há um ano.

Mas a presença do quarteto na fundação de caridade pode ter os dias contados. “Os dois casais vão seguir o seu próprio caminho e trabalhar em separado”, afirmou a correspondente da família real Emily Andrews, citada pelo site “Insider”.

A mesma fonte salienta que, “embora nada tenha sido confirmado até à data, o mais provável é que os duques de Sussex abandonem a fundação”.

Apesar de a razão da rutura não ser conhecida, Emily Andrews acredita que tal se pode dever aos conflitos entre os dois casais desde o casamento de Meghan e Harry: “A relação dos dois irmãos azedou e eles não se encontraram em privado há largos meses após o casamento real”.

No entanto, pode existir outra razão para esta separação formal nas instituições, que se prende com a possível mudança dos duques de Sussex para o continente africano durante um longo período — mas ainda não existiu confirmação oficial de que esta viagem vá, de facto, acontecer.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]