O primeiro concerto da tão aguardada tour das Spice Girls não correu como esperado. Segundo alguns fãs escreveram no Twitter, o som estava “péssimo” e era complicado ouvir as vozes das quatro cantoras. Houve quem tivesse mesmo abandonado o concerto a meio.

Esperava-se que o segundo, em Cardiff, corresse melhor, mas as críticas voltaram a surgir nas redes sociais. Segundo os fãs, o som continuava “horrível” e houve quem se queixasse de que não conseguia ouvir a música decentemente. Por isso, os fãs estão a pedir o reembolso do bilhete que terá custado entre 75€ a 166€.

“Spice Girls, não correu bem em Cardiff… O som está horrível outra vez. Que boa maneira de gastar dinheiro”, escreveu um utilizador. “Então o concerto das Spice Girls foi muito divertido mas o som estava terrível e eu não conseguia ouvir aquilo que elas diziam. É muito dececionante quando se paga tanto para uma oportunidade única na vida”, escreveu outra.

Spice Girls. Depois de Mel B ter confessado sexo com Geri, já não há tour mundial

Micaela Sobrinho, de 27 anos, esteve presente neste segundo concerto das Spice Girls, em Cardiff. A portuguesa que está a viver na Suíça recebeu o bilhete do concerto como prenda de aniversário de uma amiga, e juntas foram recordar os tempos em que ouviam as Spice Girls todos os dias.

Às 17 horas, hora marcada para o abertura das portas, Micaela e a amiga estavam à porta e foram das primeiras a entrar. Não conseguiu ficar à frente do palco, mas numa zona circular — onde as cantoras acabaram por passar a maior parte do tempo.

Talvez seja por isso que não notou grande diferença no som, mas admite que quem estivesse mais atrás pode ter tido alguns problemas: “Quando elas falavam não dava para perceber bem o que diziam. Talvez nas bancadas fosse mais difícil ouvir, sim. Mas como não estava lá, não posso afirmar”.

Apesar disso, confidenciou à MAGG, adorou o concerto, não fosse fã do grupo britânico há mais de 20 anos. “Acho que quem está a pedir o reembolso não viveu o que nós vivemos na infância. Eu só de as ver já valeu o dinheiro todo”, confessa.