Assim foi o documentário de "A Guerra dos Tronos"

Kit Harington chorou na leitura do último guião, enquanto a ideia de ser Arya a matar o Night King arrancou palmas e gritos de euforia.

Por Fábio Martins