George R.R. Martin diz aceitar ser preso se não lançar o novo livro de GoT em breve

Com humor, o escritor norte-americano revelou no seu blogue quando está previsto o lançamento da continuação da saga original.

O último livro da saga foi lançado em 2011

Karolina Webb

Quando o primeiro episódio de “A Guerra dos Tronos” foi lançado, em abril de 2011, o novo livro da história de George R.R. Martin estava apenas a três meses de chegar às livrarias. Na altura, esperava-se que o escritor norte-americano fosse capaz de publicar os dois últimos livros da saga antes do final da adaptação para a televisão. Não conseguiu e já são vários aqueles que duvidam que a história alguma vez venha a ser concluída.

A série terminou na segunda-feira, 20 de maio, e os críticos não têm dúvidas de que se tratou da temporada mais fraca e apressada de toda a série.

Os fãs, por sua vez, veem nos novos livros da saga original a hipótese de ver a história a ser concluída com a qualidade a que sempre estiveram habituados. E foi para eles que o escritor falou quando, na terça-feira, 21 de maio, anunciou no seu blogue uma possível data para o lançamento do penúltimo livro da história — chamado “The Winds of Winter”.

Na publicação, Martin começou por agradecer à companhia área Air New Zealand depois de terem publicado um vídeo onde convidavam o escritor a viajar até Nova Zelândia para relaxar. A ideia era que o destino turístico o inspirasse a escrever o livro mais depressa.

“Reparámos que entre passadeiras vermelhas e entrevistas em programas de televisão, está a ter dificuldades em terminar o próximo livro. Aqui temos tudo aquilo de que precisa para conseguir terminar o livro”, ouve-se no anúncio de publicidade.

O escritor revelou que já tinha planos para visitar o país no próximo ano, durante a Worldcon, uma convenção de ficção científica. E em jeito de piada, deu permissão para ser preso caso não tivesse o livro publicado até essa altura

“Digo-vos isto: se não tiver o ‘The Winds of Winter’ na mão quando chegar a Nova Zelândia para ir à Worldcon, têm aqui a minha permissão formal e por escrito para que me prendam numa pequena cabana em White Island por cima de todo aquele lago de ácido sulfúrico até eu terminar”, escreveu.

A julgar pelas palavras de Martin, podemos esperar o próximo livro até julho de 2020. E a pressão está, mais uma vez, do seu lado, já que não é a primeira vez que o escritor lança previsões de lançamento que depois não consegue cumprir.

Além de “The Winds of Winter”, está previsto um último livro chamado “A Dream of Spring”, ainda sem data de lançamento.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]