7 coisas para fazer na Feira do Livro de Lisboa que não têm nada que ver com livros

Porque apresentações e lançamentos de livros, sessões de autógrafos, concertos, comida e descontos de 50% em livros, há todos os anos.

A Feira do Livro de Lisboa realiza-se de 29 de maio a 16 de junho

Freddie Marriage/Unsplash

Se gosta de ler e não tem nada planeado para as próximas três semanas, não procure mais. É que a Feira do Livro de Lisboa (FFL) está de volta para comemorar a 89.ª edição. A 29 de maio abre as portas para receber aqueles que apreciam uma boa leitura — e não só.

O Parque Eduardo VII, em Lisboa, vai receber muitas atividades e novidades incluídas nesta nova edição da Feira do Livro. Se no ano passado mais de 400 mil pessoas visitaram a FLL, agora o evento promete ser maior, mais sustentável, mais familiar e mais acessível.

Este ano a Feira do Livro promete ser maior, mais verde, mais familiar e mais acessível

Maior: porque vai receber um total de 138 participantes, 328 pavilhões e 636 marcas editoriais.

Mais verde: porque vai ocupar mais espaços verdes, vão ser distribuídos 60 mil sacos de papel e os locais de restauração presentes vão ter utensílios biodegradáveis.

Mais familiar: porque todos os anos recebe cerca de 70 mil crianças e porque vai contar com várias exposições e atividades a pensar nas famílias e nos visitantes mais novos.

Mais acessível: porque, para quem tem mobilidade reduzida, vão estar disponíveis cadeiras de rodas e andarilhos, cedidos pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Apresentações de livros, sessões de autógrafos, concertos, comida e descontos de 50% em livros, tudo isto é esperado na edição deste ano da Feira do Livro. Mas isso nós já sabemos. Mais surpreendente pode ser descobrir um pavilhão dedicado a experiências sensoriais ou um workshop para os miúdos com a Tia Cátia. A MAGG apresenta-lhe 7 sugestões diferentes para o evento que decorre até 16 de junho.

1. Pavilhão Sensório Forbrain

A edição deste ano vai contar com várias surpresas para as famílias. Uma das novidades é o pavilhão dedicado ao Sensório Forbrain, onde os visitantes vão poder ter experiências sensoriais.

2. Exposição “Leitura em Família”

Como sempre, a Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL) faz parte da organização da Feira do Livro. Este ano, a associação vai dar foco à leitura por parte das famílias, principalmente com crianças. O presidente da associação, João Alvim, afirmou na conferência de imprensa que “a leitura devia começar em casa”.

Foi a pensar nisso que, no stand da APEL, vai estar presente a exposição “Leitura em Família”, que tem como objetivo promover a reflexão sobre os hábitos de leitura das famílias e, também, sensibilizar para a importância da leitura no desenvolvimento cognitivo das crianças.

A iniciativa Doe os seus Livros está de volta

Depois de na edição do ano passado terem sido recolhidos mais de 30 mil livros, os visitantes que forem à Feira do Livro de Lisboa vão poder levar os livros que já não queiram (novos ou velhos) para que sejam doados a novos leitores.

3. Exposição 100% Portugal

Outra instituição presente nas últimas edições é a Fundação Francisco Manuel dos Santos. Este ano, e para comemorar o 10.º aniversário da fundação, vai ser apresentada uma exposição da Pordata. Chama-se “100% Portugal” e pretende apresentar um retrato do País com base em estatísticas.

Os visitantes vão poder analisar vários dados da sociedade portuguesa, como a educação, a saúde, o emprego e desemprego ou o ambiente.

4. Showcooking Margão está de volta

Presente nas últimas edições, esta iniciativa vai ter um espaço próprio na feira e também uma novidade: a entrega dos Prémios Portugal Cookbook Fair 2019 — uma iniciativa que premeia os livros de gastronomia, em oito categorias.

De volta também vão estar as Supper Stars Battle, que se vão realizar a 13 de junho. O objetivo é, através de batalhas gastronómicas sob o tema Rota das Especiarias, apresentar os novos chefs da Supper Stars.

5. Workshops para miúdos

Esta 89.ª edição da Feira do Livro de Lisboa vai ter inúmeras atividades a pensar nos mais novos. No Dia Mundial da Criança, 1 de junho, a chef Cátia Goarmon, mais conhecida por Tia Cátia, vai realizar um workshop onde os miúdos vão aprender alguns truques para confecionar e decorar bolachas.

Os interessados devem inscrever-se antecipadamente através do Facebook da Supper Stars ou do email [email protected]

6. Os mais novos vão poder voltar acampar

Ainda a pensar nas crianças, a APEL e as Bibliotecas de Lisboa (BLX) vão voltar a realizar a iniciativa Acampar com Histórias. Esta atividade consiste em levar os mais novos a pernoitar na Estufa Fria de Lisboa.

No stand da BLX as crianças também vão encontrar apresentações e lançamentos de livros, maratonas de histórias, ateliers e debates com autores.

7. Inclusão social

Outra presença habitual na FLL são as Bibliotecas de Lisboa. Este ano, a BLX vai levar uma programação dedicada à inclusão social com várias atividades. Vão ser celebrados os 50 anos da Revolução de Stonewall que, em 1969, saiu para as ruas de Nova Iorque para lutar pelos direitos da comunidade LGBTI+.

Assim, a feira vai receber vários momentos musicais com o coro lésbico, gay e simpatizantes da ILGA Portugal, bem como representações LGBTI+ na banda desenhada, por exemplo. A BLX também vai promover a leitura de histórias que vão ser traduzidas em língua gestual.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]