“A Guerra dos Tronos”: As pistas sobre o futuro rei de Westeros começaram no início da série

Com o fim da série, há muitos fãs indignados sobre quem assumiu os Sete Reinos. Mas os sinais começaram logo no primeiro episódio.

Logo no episódio de estreia, um momento que envolve Ned Stark pode ter sido uma pista sobre o destino do futuro rei

IMDB

Quer esteja feliz com o final de “A Guerra dos Tronos” ou já tenha colocado a sua assinatura na petição para que esta última temporada seja refeita, há que aceitar o fim (e é exatamente neste momento que deve fechar este artigo caso ainda não tenha visto o sexto episódio da oitava temporada) e, para surpresa de muitos, Brandon Stark é o novo rei de Westeros.

As teorias sobre quem se sentaria no trono de ferro eram muitas, mas o irmão de Sansa e Arya foi mesmo o escolhido para reinar os Sete Reinos pela maioria dos nobres, isto depois de Jon Snow assassinar Daenerys Targaryen, colocando um fim prematuro ao que se previa ser um reinado sangrento da parte da mãe de dragões.

Mas por mais que muitos fãs estejam chocados com o desfecho da série, alguns alegam que as pistas sobre a escolha de Bran estavam presentes desde os primeiros episódios: um utilizador do Twitter alega que, logo no episódio de estreia, Ned Stark protagoniza um momento que antevê o reinado do filho.

Mesmo antes de executar um membro da Patrulha da Noite, Ned Stark recita o juramento tradicional que precede estes momentos: “Em nome de Robert da Casa Baratheon, Primeiro de Seu Nome, rei dos Ândalos e dos Primeiros Homens, lorde dos Sete Reinos e protetor do domínio, eu, Eddard da Casa Stark, lorde de Winterfell e guardião do Norte, condeno-te à morte”.

Mesmo antes de Ned proferir as palavras “rei dos Ândalos e dos Primeiros Homens”, a câmara filma Bran e Jon, algo que os fãs interpretaram como uma pista sobre o destino de Brandon. “Detalhe incrível”, escreveu outro fã na mesma rede social.

Os comentários sobre o percurso de Bran multiplicaram-se no Twitter, com outro utilizador a realçar que esta sempre foi uma personagem de destaque nos livros: “Por alguma razão, a série ignorou-o. Agora que chegou a altura de combinar o final dos livros com o da série de televisão, tal não faz muito sentido”.

Outro fã também escreveu que “a temporada três está cheia de insinuações que Bran será o rei”, mas existem muitas pessoas que não se deixam convencer facilmente com estas teorias.

“Coincidências não são pistas” foi uma das frases lidas na popular rede social, com outro utilizador a salientar os exageros de quem quer, à força, justificar este arco narrativo: “Estou a pensar que o facto de o Bran partir as pernas no início da série também é uma pista sobre o facto de ser ele a partir a roda. Vá lá, pessoal, estão-se a esticar”.

Outro fã também escolheu o Twitter para demonstrar o seu descontentamento com o fim de “A Guerra dos Tronos”: “Continuem a racionalizar o que quiserem. O Jon continua a ser o herdeiro legítimo”.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]