Criador e argumentistas do remake de “Beverly Hills, 90210” despedem-se

Segundo uma fonte próxima à equipa de produção, em causa está a interferência de duas das atrizes principais durante as gravações.

A nova série vai chamar-se "BH90210” e tem estreia prevista para 7 de agosto

É um dos regressos mais esperados do ano, principalmente por todos os fãs da série original. “Beverly Hills, 90210”, que estreou em meados de 1990 nos Estados Unidos e, um ano mais tarde, em Portugal, foi uma das produções mais rentáveis da Fox. No final de fevereiro, foi anunciado um regresso em forma de remake e o teaser somou mais de 18 milhões de visualizações em várias plataformas. Mas sabe-se agora que nem tudo está a correr da melhor forma e há problemas de bastidores.

A notícia foi avançada esta quinta-feira, 16 de maio, em exclusivo pela revista “Variety” que diz que a situação podia ser uma cena de drama bem ao estilo da série. É que além do realizador Patrick Sean Smith (“Sobrenatural”), também vários argumentistas decidiram abandonar o projeto que foi apresentado como tendo seis episódios.

Apesar de as razões para o conflito entre a equipa e o canal não serem conhecidas, uma fonte próxima à produção revelou à “Variety” que os problemas começaram “com a interferência de duas das atrizes principais” durante o processo de gravações.

Já outra fonte diz que os argumentistas estavam descontentes com a presença de um dos produtores executivos que tinha sido escolhido para dirigir o remake.

Apesar do despedimento coletivo, já foram anunciados novos nomes para os substituir. É o caso de Paul Sciarrotta (“Gossip Girl”), que vai assumir o papel de realizador, bem como Chris Alberghini (“Awkward”) e Mike Chessler (“So Notorious”) que passam agora a assumir o papel de criadores do remake.

A nova série vai chamar-se “BH90210”, tem estreia prevista para 7 de agosto, e conta com grande parte do elenco original com uma pequena diferença.

É que na nova produção os atores não vão dar vida às personagens por que ficaram conhecidos. Vão, sim, fazer de si próprios depois de terem tomado decisões de vida diferentes no final da história original.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]