Maisie Williams diz que houve uma altura da sua vida em que se odiava todos os dias

Em declarações ao podcast "Happy Place", a jovem de 22 anos revelou alguns pormenores menos bons da sua vida pessoal.

Maisie Williams interpreta Arya Stark em "A Guerra dos Tronos"

Charles McQuillan/Getty Images

A fama nem sempre é positiva e os atores nem sempre vivem uma vida perfeita. A atriz que interpreta Arya Stark em “A Guerra dos Tronos“, por exemplo, desabafou alguns pormenores da sua vida pessoal, que nem sempre foi alegre e descontraída.

Esta segunda-feira, 13 de maio, foi publicado um episódio do podcast “Happy Place”, onde Maisie Williams falou sobre as consequências de ter ficado famosa graças à sua participação em “A Guerra dos Tronos”. Durante a conversa com Fearne Cotton, a atriz de 22 anos afirmou que “é impossível fechar os olhos aos comentários negativos que recebe.”

Maisie Williams foi a mais recente convidada do podcast "Happy Place"

“A minha mãe tem acesso às minhas redes sociais e sempre que ela vê um comentário um pouco mais negativo, diz-me que é melhor eu não ver essas coisas porque me vou chatear. As pessoas que escrevem nas redes sociais sentem aquilo que escrevem. Pensam que ninguém vai ler, mas isso vai acabar por afetar as pessoas”, explicou.

A vida de ator nem sempre é aquilo que parece. Maisie revelou que, durante uma grande parte da sua vida, se odiou todos os dias.

“Eu passei por um grande período da minha vida em que dizia a minha própria que me odiava, todos os dias. Chegou ao ponto de estar a falar com os meus amigos e estar a pensar sobre as coisas estúpidas que disse e fiz ao longo da vida”, afirmou.

Agora, a atriz parece ter ultrapassado essa fase menos boa, apesar de admitir que ainda está a lutar para deixar a tristeza de parte.

“Uma coisa que aprendi é que toda a gente está um bocadinho triste e entender isso foi realmente muito importante para mim. Ainda estou a lutar para que a tristeza deixe de me invadir e de me consumir. Voltar a ter uma recaída é aterrorizante, mas é algo em que estou realmente a trabalhar.”

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]