Como umas vitaminas para o cabelo arruinaram a relação de dois influentes youtubers

Tati Westbrook não para de criticar o ex-amigo, James Charles só pede desculpa — mas já perdeu 2,7 milhões de subscritores. O que aconteceu?

James Charles e Tati Westbrook eram amigos chegados antes da polémica

O mundo dos youtubers de beleza nunca mais será o mesmo depois do desentendimento de duas grandes estrelas norte-americanas. Falamos de James Charles e Tati Westbrook, que eram amigos íntimos antes de toda a polémica — Westbrook terá inclusive ajudado Charles a vingar no mundo difícil dos youtubers de beleza.

Mas afinal o que aconteceu para os dois gigantes do mundo da beleza estarem de costas voltadas?

Tudo começou com um Instagram Story aparentemente inócuo. A 23 de abril, em pleno Coachella, o youtuber James Charles promoveu as vitaminas para o cabelo e para a ansiedade da SugarBear, marca promovida por celebridades como Kim Kardashian. O problema é que a mentora e amiga íntima de Charles, Tati Westbrook, tem um negócio no mesmo segmento — vitaminas para a pele, cabelo e unhas.

Poucas horas depois, a youtuber utilizou os Instagram Stories para gravar um vídeo emocional onde dizia sentir-se sozinha no meio que escolheu para trabalhar, e lançando farpas para aqueles que tinha ajudado e que não a ajudavam de volta.

“Estou muito chateada. Sinto-me realmente usada”, disse no vídeo que gravou. Os fãs começaram a perguntar-se se as indiretas não teriam apenas um destinatário, o amigo James Charles.

Rapidamente o youtuber emitiu um pedido de desculpas público no seu Instagram: “Quero pedir desculpa publicamente à minha amiga Tati. Este fim de semana fiz um Story sobre as vitaminas para dormir que tenho vindo a tomar, porque a marca ajudou-me a sentir-me seguro quando as multidões chegavam até mim no Coachella”.

Apesar de ter dito que não aceitou qualquer pagamento pela publicidade, os Stories do youtuber apareciam com a hashtag #ad que indica que aquela promoção está a ser paga.

“Como a maioria sabe, a Tati tem uma marca de vitaminas que tomo todos os dias, mas naquele momento não pensei na competição. Eu tenho suportado a Tati tanto online como offline, exatamente como ela tem feito o mesmo por mim”, escreveu James Charles.

Só que Tati não aceitou o pedido de desculpas. Na última sexta-feira, 10 de maio, o YouTube parou quando a veterana de maquilhagem publicou um vídeo com o título “Bye Sister”, que já conta com mais 39 milhões de visualizações, com o seu lado da história sobre o que aconteceu com James Charles.

O vídeo tem 42 minutos e nele a youtuber explica que se sente usada e perdida na comunidade do YouTube. “A fama, o poder e uma conta bancária recheada podem mudar quase toda a gente. E se não tiveres pessoas que te digam que estás a fazer uma coisa errada, vais mudar”, começa por explicar a maquilhadora. “Eu era essa pessoa para ti, James. Mas agora não quero ser associada a ti, nem quero ser tua amiga”, disse Westbrook, dirigindo-se ao ex-amigo.

Segundo a youtuber de 37 anos, James Charles terá recorrido a canais de YouTube de fofocas para contar a sua versão, de modo a que a sua reputação não saísse afetada. “Isso teve mais que ver com controlo de danos do que propriamente com preocupação comigo. O ego dele é tão grande que pensa que tudo gira à volta dele”, disse Westbrook.

No longo vídeo, Tati explica que considerava o ex-amigo como família e que por isso se sente magoada e traída com todas as atitudes. “Eu promovia-o e ajudava-o. Ajudei-o a subir dentro deste mundo, convidava-o para o meu canal e ajudei a cimentar o sucesso dele. O meu marido também o ajudou sempre que possível, seja a procurar bons managers para ele, seja a conseguir contratos de trabalho”.

Mas não foi só o episódio das vitaminas que minaram a relação de Tati Westbrook e James Charles – essa foi apenas a gota de água. O conteúdo demasiado sexualizado para o seu público-alvo, predominantemente entre os 12 e os 14 anos, ou o facto de dizer que os todos os homens têm uma parte de homossexuais, o que pode confundir um público tão jovem, são algumas das acusações que Tati Westbrook faz a James Charles.

“Enganas as pessoas para o teu próprio bem e isso não está correto”, diz a veterana de maquilhagem.

Westbrook fala ainda de um episódio que terá acontecido no seu jantar de anos: “Ele estava a falar sobre as coisas que gostaria de fazer ao empregado do restaurante. Eu disse que ele era um homem heterossexual e o James responde ‘Não interessa, sou uma celebridade’. Aquilo deixou-me chocada”. A estrela do YouTube chama-lhe ainda mentiroso e vendido, por ter promovido uma marca que anteriormente terá dito que não gostava. “Tudo para ele é um jogo e eu estou a sair disso. Ele tem 19 anos e eu estou com medo dele”.

Como resposta, James Charles publicou um vídeo no seu canal de YouTube pedindo desculpa a Westbrook e a explicar que não queria afetar a relação entre eles. “Estou muito desiludido comigo próprio por ter arruinado a nossa amizade. A Tati era uma das pessoas que me mantinha os pés assentes na terra e me dizia como as coisas pareciam de fora”.

O pedido de desculpas não parece ter tido efeito, já que o youtuber terá perdido mais de 2,7 milhões de subscritores. No Instagram também foi deixado de seguir por celebridades como Kylie Jenner e Demi Lovato.

Mas esta não é a primeira vez que a palavra escândalo é associada ao jovem de 19 anos. Em outubro de 2018, James Charles terá feito comentários inapropriados durante um live no Instagram do cantor Shawn Mendes. Em 2017, foi criticado por ter feito um comentário em tom de gozo quando falou sobre o surto de Ébola.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]