Com esta aplicação pode reservar um brunch em Lisboa

Chama-se Brunchhh e permite consultar menus, ver preços e fotografias dos pratos e, em breve, vai dar descontos exclusivos.

O brunch do Clube Lisboeta é um dos que está disponível para reserva através da aplicação

Brunch paleo, brunch vegan, brunch com marisco ou brunch carregadinho de croissants de chocolate. Oferta não falta em Lisboa e o difícil agora é escolher onde fazer esta refeição feita a pensar naqueles dias preguiçosos em que o pequeno-almoço e o almoço se misturam.

Para facilitar a seleção, foi lançada uma aplicação — disponível para iOS e Android — que permite não só ter acesso a fotografias dos pratos, preços e morada, como também, em alguns casos, a possibilidade de fazer reserva diretamente com a app.

Fizemos o teste e, ao abrir à aplicação, fomos diretos à categoria “Buffet”. Existe ainda a lista dos vegan, dos económicos, dos românticos, dos servidos em hotel, dos coffee shops, com terraço ou de luxo, entre outros.

Ao clicar no Brunch in Dowtown ficamos a saber que a refeição custa 12€ e que numa mesa comum estão desde croissants a bolos, tábuas de queijo, Nutella, cereais e sumos. Há fotos a comprovar o que é descrito em palavras e ainda a hipótese de publicar uma avaliação entre uma e cinco estrelas, ou um comentário à experiência mais pormenorizado. Neste caso, há também um um botão que permite reservar diretamente na aplicação, o que não acontece em todos os casos. Nos outros, há ligação direta ao contacto telefónico, para que a reserva seja feita desta forma.

Para já a aplicação só está disponível em Lisboa mas, segundo João Saial Pinheiro, criador da app, o objetivo é chegar a outras cidades — e em breve apresentar também descontos exclusivos.

“Os donos dos restaurantes podem, por exemplo, oferecer preços mais baixos nos dias menos movimentados ou em ocasiões especiais”, explica à MAGG. É por isso que, ainda que a inscrição inicial passe sempre pelo aval de João, o restaurante pode, posteriormente, acrescentar mais dados sobre o espaço, como fotografias, alterações do menu ou dos horários.

João é natural de Elvas mas viveu até há poucos meses na Bélgica. O sotaque não engana, assim como também não esconde uma veia empreendedora que faz com que, aos 33 anos, tenha, além da aplicação, um espaço de coworking em Sintra, o Cowork da Vila, e uma agência de publicidade e de gestão de redes sociais, a Arena Pixel.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]