Embora não seja a primeira vez que é exposta, só agora vai chegar a Lisboa. Falamos de “The Portuguese Prison Photo Project”, uma exposição fotográfica que promete mostrar como é a vida dentro das prisões portuguesas — da mais antiga, construída em 1880, à mais recente, inaugurada em 2014.

A exposição é fruto do trabalho de Luís Barbosa e Peter Schulthess, os fotógrafos que percorreram o País de câmara na mão a captar alguns dos estabelecimentos prisionais.

E são sete aqueles que temos oportunidade de conhecer pela lente de quem captou a vida rotineira dos reclusos — dos mais jovens aos mais velhos.

29 perguntas que sempre quis fazer a um guarda prisional

A exposição tem arranque marcado já para domingo, 11 de maio, no Museu do Aljube — Resistência e Liberdade, em Lisboa, onde vai ficar até 29 de setembro.

O projeto chega a Lisboa depois de, em 2017, ter estado em exibição no Centro Português de Fotografia, no Porto. O que valeu a Luís Barbosa, um dos fotógrafos responsáveis pelo projeto, o prémio de melhor trabalho de fotografia do ano atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores.

Além das imagens de ambos os fotógrafos, captadas entre 2016 e 2016, o museu oferece um complemento com imagens históricas provenientes dos arquivos estatais. E assume-se como uma das primeiras produções fotográficas em larga escala capaz de se focar nas prisões portuguesas.

Os bilhetes já podem ser comprados através do site oficial do Museu de Aljube. O bilhete normal custa 3€ e visitantes entre os 13 e os 18 anos não pagam, desde que residam em Lisboa.

10 fotos