Qual era a profissão deles antes de se tornarem membros da realeza?

Casaram com príncipes ou princesas, mas antes de serem membros da realeza eram jornalistas, atrizes ou nadadoras olímpicas.

Kate trabalhava na empresa dos pais, Sofia era modelo e Charlene nadadora olímpica

O mundo parou com a notícia de que a atriz Grace Kelly iria deixar a representação par se tornar princesa do Mónaco na década de 50. Parecia uma história de encantar passada para a vida real: o romance parecia impossível pelo facto de a atriz ser plebeia, mas o amor falou mais alto e um Rainier III acabou mesmo por casar com alguém fora do seu círculo.

Não foi o primeiro caso do género, mas foi o mais mediático. A partir dessa altura o casar com alguém fora de realeza tornou-se mais banal e mais facilmente aceite por todos.

Antes dos protocolos, das viagens obrigatórias, dos acenos à multidão e dos discursos em todos os eventos, muitos dos príncipes e princesas tinham uma vida absolutamente normal. Trabalhavam em marketing, em jornalismo e houve até quem tivesse sido personal trainer.

Letizia Ortiz é um dos casos mais flagrantes – jornalista num dos canais mais conhecidos de Espanha. Já Meghan Markle parece interpretar o papel de Grace Kelly na perfeição nos dias de hoje – a atriz deixou a representação por amor ao príncipe Harry, membro da realeza britânica, de quem espera o primeiro filho.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]