João André: "Eu não sou tanso nem parvo"

, por Fábio Martins