HBO

A conta de Facebook de Gypsy Rose e Dee Dee ainda está ativa

"Vou para lá agora", escreveu uma vizinha no post que levou à detenção de Gypsy e do namorado. “Kim, leva a tua arma caso seja necessário”.

Dee Gyp Blancharde é o nome da conta que Dee Dee e Gypsy tinham em conjunto

Domingo, 14 de junho de 2015. São 20h32 (hora de Lisboa) quando os seguidores da página de Dee Dee Blanchard e Gypsy Rose são surpreendidos com uma publicação onde se lê “A cabra morreu”. Alguém pergunta imediatamente o que se passa, outros questionam se alguém poderá ter invadido a conta. Kimberly Blanchard, uma vizinha que não tinha qualquer ligação familiar com as duas, responde que vive no final da rua. “Vamos para lá agora”, diz. “Kim, leva a tua arma caso seja necessário”, responde outra pessoa.

Nessa noite, a publicação encheu-se de comentários desesperados. Os vizinhos iam atualizando os seguidores com o pouco que sabiam, as pessoas rezavam para que tudo estivesse bem. Até às 10h54 de 15 de junho, altura em que uma seguidora dá a notícia de que Dee Dee morreu e Gypsy está desaparecida, foram deixados 130 comentários.

Não demorou muito até chegar uma nova atualização dramática: na tarde do dia seguinte, outra pessoa anuncia que Gypsy e o namorado foram acusados de homicídio de primeiro grau. Os comentários foram diminuindo aos poucos, até que alguém lança a primeira notícia (e última publicação): afinal, Gypsy consegue andar.

Dee Gyp Blancharde é o nome da conta que Dee Dee e Gypsy tinham em conjunto. A história da mulher que sofria do síndrome de Münchhausen, e fingiu durante anos que a filha era muito doente, é contada na série da Hulu, em exibição na HBO Portugal. Três anos depois, Gypsy encontra-se a cumprir dez anos de prisão, o namorado, Nicholas, foi condenado a perpétua. Já Dee Dee foi encontrada morta na mesma noite em que foi feita a publicação. Contaria Gypsy mais tarde que queria que fosse assim. Não aguentava a ideia de imaginar o cadáver da mãe esquecido em casa durante meses.

Hoje a página de Facebook ainda existe, e é dedicada à memória de Dee Dee. Não se sabe ao certo se alguém retirou publicações do perfil, mas é provável que sim. Restam apenas seis fotografias: três de Gypsy; uma de grupo onde se assume que é a jovem que está sentada na cadeira de rodas (a máscara não lhe deixa ver o rosto); o logótipo de uma associação; e uma foto fofinha de dois gatos.

No feed de notícias ainda é possível encontrar algumas publicações, como aquela em que é pedido dinheiro para ajudar Gypsy. Nas informações sobre o perfil, alguém escreveu “uma mãe muito abençoada” na descrição do perfil e “viver de olhos fechados é fácil” nas citações favoritas.

Nos filmes favoritos há alguns de animação e de princesas, assim como “Orgulho e Preconceito” ou a saga “Star Wars”. Na música destacam-se alguns cantores country, entre outros mais conhecidos como Bruno Mars.

E mais nada. Curioso é perceber que, apesar na inatividade da conta, o post que levou à detenção de Gypsy e Nicholas continua a ser incessantemente partilhada. Neste momento, são mais de 25 mil.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]