Se já me seguem há algum tempo, sabem que gosto de ter alguns cuidados com a minha alimentação mas que, ao mesmo tempo, sei ser muito gulosa. Em épocas festivas é quase impossível não cometer alguns excessos e, agora que a Páscoa terminou e que provavelmente já devoraram todos os pacotes de amêndoas lá de casa, está na hora de fazer um reset ao organismo.

É por isso que hoje venho partilhar convosco o detox do The Cru que estive a fazer durante dois dias. Na verdade, antes de vos falar deste programa tenho de confessar que não escolhi a melhor altura para o fazer, porque comecei na Sexta-feira Santa. Com férias e encontros familiares, agora tenho noção de que, se voltasse atrás, teria escolhido começar depois da Páscoa.

As minhas 4 saladas favoritas (e saudáveis) para o verão

Feriados e festas à parte, quando comecei a pensar em fazer um detox ao organismo, comecei a pesquisar em vários sítios, até que descobri que o The Cru, que já conheço há algum tempo, tem disponíveis vários programas de detox. Existe de um, dois, três ou cinco dias, depende do que sentirem que o vosso corpo precisa. Eu escolhi o de dois dias — fiz sexta-feira e sábado.

O The Cru tem dois programas disponíveis, um é o Get Warm, que tem smoothies, sumos e sopas, e o Get Juicy, o que escolhi, que só tem sumos. No meu caso, como fiz o programa de dois dias, fui buscar seis sumos ao The Cru, que têm de ser levantados até 24 horas antes de os beberem, no máximo, isto porque, se deixarmos passar mais tempo, os sumos, que são feitos com frutas e legumes frescos, como a beterraba, a banana ou os brócolos, perdem o seu valor nutricional e acabam por não ter o efeito desejado.

Assim que escolherem o programa que mais se adapta a vocês, o The Cru vai orientar-vos em tudo e explicar quando é que devem beber cada sumo, consoante o vosso dia a dia e o estilo de vida que levam habitualmente. Depois, só têm de levar as garrafinhas de vidro — bem giras! — para casa e começarem o reset ao vosso organismo.

Confesso que o primeiro dia me custou um bocadinho, embora todos os sumos fossem deliciosos. Senti falta de comer alguma coisa, fosse o que fosse. Por isso é que devemos sempre “mastigar” os sumos. O programa diz que devemos intercalar os sumos com água ou chá e que, em caso de SOS, podemos comer uma peça de fruta, mas consegui ser forte, resisti e fiz o primeiro dia todo limpinho.

O segundo dia já foi mais complicado. Estava de férias e já tinha algumas coisas combinadas, inclusive almoços e jantares. Foi preciso fazer um esforço extra para conseguir cumprir o plano e ficar só com os meus sumos.

No final, senti algumas diferenças no meu corpo, mas não pensem que vão fazer um plano destes para perder peso rapidamente. Aquilo que notei, e reparei logo ao fim do primeiro dia, é que tinha menos volume no corpo e sentia-me, no geral, mais leve e mais seca, o que, para um detox de dois dias, é um ótimo resultado, certo?

Agora que vem aí o verão e estamos todos preocupados em perder peso e volume no corpo, fazer um plano destes pode ser uma excelente forma de começar a mudar os hábitos alimentares. Claro que, antes de fazerem um detox, é importante perceberem se o vosso corpo está preparado para isso e se não têm nenhum problema de saúde que possa não ser compatível com um plano destes.

Uma das coisas que também é importante, para quem bebe café, é que reduzem o número de cafés que bebem por dia. Apesar de o café ter várias propriedades boas para o organismo, a verdade é que às vezes tendemos a abusar no seu consumo. O melhor é mesmo optarem pelos chás.

Os preços dos planos de detox começam nos 45€, para um dia (seis sumos). Se quiserem fazer dois dias, como fiz, o programa fica a 75€, sobe para 110€ se fizeram três dias e, para cinco dias, custa 160€.

Por isso já sabem, se quiserem fazer um reset ao vosso organismo, mesmo a tempo do verão, passem pelo The Cru e vejam qual é o plano detox que mais se adapta a vocês. Podem saber mais informações sobre este reboot no blogue do The Cru.