Não se espere daqui peças com cores fluorescentes, logótipos em primeiro plano e um design fora da norma. Pode esperar sim, roupa pensada para quem quer treinar com qualidade, aliando um respeito especial pelas matérias-primas que servem de base à roupa que tanto pode ser para jogging, como para ciclismo ou até triatlo.

A Sundried é uma marca inglesa de roupa de desporto sustentável que usa produtos como grãos de café ou garrafas de plástico para fazer camisolas, calções, leggins e sapatilhas. A ideia é usar o mínimo de plástico possível na confeção das roupas que, por sua vez, são feitas com o objetivo de durarem mais tempo do que é habitual.

Acaba de ser lançada em Portugal. A Sundried tem um tecido mais elástico do que as marcas de desporto mais comuns e os tecidos com que são feitas as peças de roupa garantem uma absorção extra do suor.

“Eu corri a meia maratona e, no fim, os calções que pus para lavar secaram em metade do tempo da T-shirt, que era de uma marca diferente”, conta Tiago Miguel Silva, atleta e representante da marca em Portugal. Mas que não se pense que esta é uma marca pensada apenas para desporto de grande impacto. “Pode ser usado para ioga ou ginásio, por exemplo. Até a minha mãe de 70 anos já comprou”, brinca Tiago.

A sustentabilidade nota-se nas matérias-primas escolhidas, mas também na forma de fazer negócio. A produção é feita na Europa, parte dela em Portugal, e não nos habituais países com mão de obra mais barata.

A roupa está à venda apenas através do site, onde é possível escolher por género e por tipo de desporto. Também pode simplesmente fazer uma ronda por tudo o que há no catálogo, desde camisolas a gorros, leggins, soutiens ou acessórios de treino.

7 fotos