Peach Place. A aplicação que recruta para restaurantes e hotéis

Agnes e Alexis não conseguiam encontrar funcionários para o Boubou's. Criaram uma app para o recrutamento para restaurantes e hotéis.

A nova web app tem um custo de 3€ por mês ou 36€ por ano

Ela é húngaro-inglesa e ele luso-francês. Agnes e Alexis Bourrat trabalharam em Inglaterra, no hotel Mandarin Oriental e no Chiltern Firehouse, até que a palavra “Brexit” surgiu. Foi nessa altura que decidiram viajar para Portugal e por cá continuarem a carreira já consolidada na área da restauração e hotelaria.

E foi quando, já em Lisboa, avançavam com o projeto que mais tarde se transformou no bem conhecido Boubou’s, no Príncipe Real, que lidaram pela primeira vez com a dificuldade de contratar staff para um restaurante. Rapidamente perceberam que não estavam sozinhos. “Entrevistámos várias pessoas de diferentes posições dentro desta área e percebemos quais são as principais falhas”, conta Agnes Bourrat. Do lado de quem recruta falta chegar à mão de obra qualificada, do lado de quem procura trabalho falta chegar às vagas de emprego desejadas.

Foi por isso que, a par do restaurante, decidiram avançar com uma aplicação que serve de ponto de encontro a dois públicos. De um lado os negócios na área da restauração, hotéis e bares, e do outro os utilizadores, que trabalham no setor.

Chama-se Peach Place e além de responder a estes dois setores, serve também de rampa de lançamento a quem procura emprego pela primeira vez. “Temos ainda os jovens estudantes das escolas de hotelaria, gastronomia ou turismo de todo o País que agora têm uma plataforma web onde podem procurar sítios para estagiar. Queremos colaborar na entrada destes talentos no mercado”, acrescenta Agnes, em comunicado.

Na web app, os utilizadores apresentam-se com fotografia, uma breve apresentação, qual o emprego atual, a cidade onde vivem e os idiomas que dominam. Já os restaurantes podem inserir na aplicação as suas propostas de emprego e pesquisar, entre perfis, o talento que procuram. Além disso, o proprietário do restaurante pode ainda promover o espaço junto de colegas da área, com descontos especiais, por exemplo, de maneira a encher as salas em dias de menor afluência.

A plataforma digital tem um custo de 3€ por mês ou 36€ por ano. Para as empresas da área, o custo mensal é de 125€, incluindo a possibilidade de promoção de três vagas de trabalho por mês e do seu próprio restaurante. Para já, está disponível apenas em Lisboa e no Porto mas espera-se que nos próximos meses chegue ao resto do País.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]