Quando vemos cartazes do Out Jazz por Lisboa é sinal de que o verão já não está longe. É que este é um festival que se faz de ar livre, jardins, música e dança de pé descalço.

De maio a setembro, o Out Jazz ocupa os jardins de Lisboa e, este ano, invade dois novos espaços. É a primeira vez que a Ribeira das Naus e o Parque da Bela Vista servem de palco a um festival que, ao domingo à tarde, junta o melhor do jazz, soul, funk e hip-hop

Jéssica Pina, Lucky, Nuno di Rosso, Samuel Lercher Trio, Gatu Preto, Desidério Lázaro “Homegrown”, Tighten Up Lisboa DJ’s são alguns dos músicos a marcar presença no festival que arranca já no dia 5 de maio.

Ribeira das Naus, o novo spot para dançar ao final da tarde a partir de abril

O Jardim da Torre de Belém será o primeiro jardim a receber a edição de 2019, seguido do Jardim do Campo Grande, em junho, do Jardim da Estrela, em julho, e da Ribeira das Naus, em agosto. Em setembro, o Somersby Out Jazz ocupa o Parque da Bela Vista.

Os concertos começam todos os domingos pelas 17 horas e prolongam-se até por volta das 20. Mas este ano, o Out Jazz não se faz só de música e pôr do sol. A organização preparou talks especiais sobre temas como sustentabilidade e a música, com moderação de Fernando Alvim.

A sustentabilidade é, aliás, uma das bandeiras deste festival que já há vários anos só serve bebidas em copos reutilizáveis (à venda por 1€ e que pode ser utilizado durante todo o festival) e este ano decidiu banir também as palhinhas.