Foi em março deste ano que um esquema de subornos e resultados falsos nos exames de admissão à faculdade nos Estados Unidos foi tornado público: no dia 12, as autoridades norte-americanas levantaram acusações contra 50 pessoas envolvidas neste sistema fraudulento, que colocava estudantes em universidades de topo.

Felicity Huffman, atriz de “Donas de Casa Desesperadas”, foi uma das envolvidas neste escândalo e assumiu ser culpada das acusações de que é alvo. No entanto, libertou um comunicado oficial em que iliba a filha de qualquer culpa e admite que a jovem não tinha conhecimento das suas intenções de pagar para adulterar os resultados dos exames de admissão.

“Aceito a minha culpa, e com um profundo arrependimento e vergonha pelo que fiz, assumo total responsabilidade pelas minhas ações e vou acatar as consequências das mesmas“, afirmou a atriz no mesmo comunicado, publicado pela revista “People”.

Há um esquema de corrupção universitária nos EUA — e a atriz Felicity Huffman está envolvida

Felicity Huffman acrescentou que tem “vergonha” da dor que causou à filha, à família, aos colegas e a toda a comunidade educacional: “Quero pedir desculpa especialmente aos estudantes que trabalham diariamente para entrarem na faculdade, bem como aos pais deles, que fazem um tremendo sacrifício para suportar os seus filhos, e que o fazem de forma honesta”.

A conhecida atriz não quis deixar de salientar que a filha, Sophia Grace Macy, esteve alheia a todo este processo de fraude. “A minha filha nunca soube das minhas ações, e de uma forma muito errada, eu traí a confiança dela. Vou carregar o peso desta transgressão perante ela e perante o público para o resto da vida. O meu desejo de ajudar a minha filha não é desculpa para cometer uma ilegalidade ou para atos desonestos”, afirmou a mulher de William H. Macy.

No grupo de acusados, para além de tutores, responsáveis pelos processos de admissão às faculdades norte-americanas e outros pais, está também a atriz Lori Loughlin, que responde pelas mesmas acusações que Felicity Huffman.