Marial Leal parece ter mudado de registo. Apostou ainda mais no auto-tune, aproximou-se do público infantil mas não esqueceu os adultos. “Tá Demais”, o novo videoclipe da cantora que conta com a letra de Jaimão, foi lançado esta quinta-feira, 4 de abril, e já soma mais de 90 mil visualizações únicas. A explicação parece ser simples: esta não é a Maria Leal de que estávamos à espera.

O vídeo, de 5 minutos e 18 segundos, começa com um miúdo a olhar para a caixa de uma boneca que estava estrategicamente colocada na cozinha e que tem Maria Leal lá dentro. Porquê? Não sabemos e nunca vamos saber. Numa questão de segundos, Maria Leal, que até então permanecia estática, começa a mexer-se e a piscar os olhos.

De unhas pintadas, laços cor-de-rosa na cabeça e longas tranças até ao peito, Maria Leal parece hipnotizar o miúdo e ganha vida. Ao sair da caixa, a boneca interpretada pela cantora fala, dança e canta, ainda que assuma gestos robóticos e um piscar de olhos desconfortável. Até para nós.

Mãe de Francisco d’Eça Leal sobre Maria Leal: “Apeteceu-me partir-lhe a cara, os dentes, tudo”

“‘Tá demais, traz os teus pais. Isto vai ser uma animação. Salta e grita e comigo, e levanta bem essa tua mão”, canta Maria Leal que, ao seu lado, tem quatro crianças que estão a fazer um esforço para parecerem divertidos e contentes. Tudo isto enquanto conduz uma carrinha imóvel. 

No verso seguinte, a cantora assegura as crianças com quem está a falar de que nada vai correr mal. “Hoje é o dia em que tudo vai correr bem. Tens aqui o teu pai e a tua mãe e o tempo todo para brincar. ‘Tás feliz e nada vai correr mal, tens aqui a Maria Leal e todos juntos vamos cantar”, ouve-se no vídeo.

O momento mais estranho do videoclip

YouTube

O momento mais estranho de todos acontece quando Maria Leal se baixa para dar uma goma a uma criança. O problema é que, por trás, um outro miúdo decide espreitar por baixo da saia da cantora e fica chocado. O momento é questionável num videoclipe que parecia criar, ainda que estranhamente, um universo inocente e infantil. Mas parece que neste universo fictício tudo faz sentido, mesmo que não faça.

Mas não se fica por aqui e, na cena seguinte, a boneca canta para um pai que olha para ela fixamente sem perceber muito bem o que está a acontecer. Propositado ou não, é como se aquele pai simbolizasse a nossa reação ao ver o vídeo: mas o que é que está mesmo a acontecer?

No final do videoclipe, o miúdo acorda com uma chamada de Maria Leal para o telefone do pai. A caixa do brinquedo continua na cozinha só que, desta vez, a boneca vive apenas dentro da caixa. No entanto, há várias purpurinas espalhadas junto a uma chávena de chá que, assim que são descobertas pelo miúdo, fazem a boneca piscar o olho.

A conclusão possível é que parece que foi tudo um sonho mas, na verdade, Maria Leal existe mesmo em versão boneca ou fada. E é isto.

https://www.youtube.com/watch?v=AuO6uCfgTqQ