“Relaxa, mãe” — canal de youtube pretende ajudar pais a aceitar filhos LGBT

Tatiana Ferraz tem uma filha lésbica. Com o seu testemunho, quer ajudar pais que não saibam como lidar com a sexualidade dos filhos.

Conversa entre mãe e filha aconteceu há 5 anos, quando a jovem assumiu gostar de outra rapariga

Até esquecemos o lado negro da internet quando vemos a plataforma servir para unir pessoas e quebrar barreiras. Neste caso em particular, tem sido uma ferramenta usada por pais e filhos para facilitar o processo de aceitação sobre a orientação sexual.

Foi com o propósito de ajudar outros pais que a brasileira Tatiana Ferraz, jornalista e professora universitária, criou o “Relaxa, Mãe”, uma página no Facebook e um canal no Youtube, onde partilha a experiência de lidar com a revelação de que que a filha adolescente é lésbica.

A conversa entre mãe e filha aconteceu há 5 anos, quando a jovem assumiu gostar de outra rapariga. Dois anos depois, confessou à mãe que realmente se identificava como lésbica. Tatiana e o marido lidaram com o máximo de naturalidade possível com a revelação da filha, priorizando o facto de esta se sentir confortável com a decisão de lhes ter contado.

Desde então, a professora passou a escrever publicações no seu perfil de Facebook de maneira sobre a situação, com o intuito de ajudar outros pais que pudessem estar a passar por dúvidas sobre a maneira como lidar com a sexualidade dos filhos. A primeira mensagem foi escrita em maio do ano passado.

TINHA QUE COMEÇAR DE ALGUM JEITO, NÉ?Então é hoje! Por enquanto, concentro os textos aqui. Depois virão os vídeos do…

Posted by Relaxa, mãe on Thursday, May 17, 2018

Segundo escreve o “Hypeness“, citando Tatiana, o “Relaxa, mãe” é produzido de forma simples, “com um telemóvel na mão e uma ideia na cabeça” e pretende mostrar que a orientação sexual não é um problema e que quanto mais depressa os pais conseguirem lidar com esse facto, mais tempo de qualidade terão com os filhos.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]