Wow Air entra em falência e cancela todos os voos

Companhia foi fundada em 2011 e, no ano passado, transportou 3,5 milhões de passageiros. Faliu e os bilhetes não foram reembolsados.

Empresa não deu nenhuma indicação prévia de que ia encerrar

Getty Images

A companhia aérea de baixo custo, “Wow Air“, com sede em Reiquiavique, na Islândia, anunciou esta quinta-feira, 28 de fevereiro, ter cessado as operações. O motivo foi ter entrado em falência, decisão que afetou milhares de passageiros de dois continentes.

Em comunicado, a companhia anunciou que cancelou todos os voos, e disse aos passageiros para tentarem reservar viagens noutras transportadoras. A empresa não ofereceu bilhetes para reembolso, mas pediu aos passageiros que consultassem a companhia de cartões de crédito e os órgãos reguladores europeus.

A Wow Air não deu nenhuma indicação prévia de que ia encerrar, e ainda permitiu que as pessoas comprassem bilhetes no site, pouco antes de anunciarem o encerramento. Rory Boland, o editor da instituição britânica de direitos dos consumidores Which, twittou que, a partir das 7 horas, horário local, cerca de duas horas antes de a Wow Air declarar colapso, as pessoas ainda podiam reservar e pagar os bilhetes no site da operadora.

Horas antes da suspensão dos voos, a companhia tinha informado que estava iminente um aumento de capital, mas o acordo fracassou. A Wow Air negociou, sem sucesso, nos últimos quatro meses com a rival Icelandari e com o fundo de capital dos EUA.

Fundada em 2011, a Wow Air operou voos entre a Islândia, a Europa e a América do Norte, sendo que no ano passado transportou 3,5 milhões de passageiros. Segundo o site “Flightradar24“, a companhia deveria fazer, esta quinta-feira, apenas 15 voos, incluindo três dos EUA.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]