Levei a minha prima à Lúcia Piloto

Somos primas, mas podíamos ser irmãs. Adoramos cabelos, principalmente de os tratar bem. Foi isso que fomos fazer à Lúcia Piloto, juntas.

É tão mais giro quando tratamos do nosso cabelo com aqueles de que mais gostamos

Há umas semanas publiquei um artigo sobre o meu primeiro diagnóstico capilar, lembram-se? Para os mais distraídos, vejam o artigo e o vídeo completo que ficam a par da minha experiência. Afinal não é todos os dias que temos a possibilidade de ver o nosso couro cabeludo com uma mega lupa que aumenta tudo duzentas vezes. Vê-se tudo, ok? Excesso de champô, couro cabeludo irritado, fios de cabelo quebrados… tudo.

Não falando do facto de ser super engraçado termos esta visão, não nos podemos esquecer que é graças a este tipo de diagnósticos capilares que conseguimos perceber quais os tipos de tratamentos que devemos fazer e quais os produtos que devemos aplicar.

Foi tão bom, tão bom, que quis repetir passado uns tempos, para ver a evolução e fazer um novo tratamento. Mas, desta vez, foi mais especial: levei a minha prima Mariana, que tal como eu, adora estes mimos. Um programa de primas, há melhor do que isto?

Foi uma tarde tão gira e tão bem passada e é esta a experiência que quero partilhar convosco. Começámos por nos encontrar na Lúcia Piloto da Av. 5 de Outubro, onde já tinha estado uma vez a fazer penteados para a passagem de ano, recordam-se? Bem recebidas, um atendimento muito cuidado e um profissionalismo extremo, não só da querida Lúcia, como de todas as outras pessoas com quem nos fomos cruzando.

Em primeiro lugar, fizemos o diagnóstico capilar. A Mariana estava incrédula. Teve muita graça: tanto eu como ela tínhamos abusado no champô seco naquele dia e a câmara não mentiu… cada uma pior do que a outra! Fora isso, foi-nos dito que tínhamos um bom cabelo, cuidado, forte… é claramente de família. Disseram-me que notaram uma boa evolução no meu cabelo, mais hidratado e brilhante do que da última vez que lá tinha estado. Os tratamentos e os cuidados que tenho tido têm resultado, pelos vistos.

A minha prima Mariana estreou-se comigo num diagnóstico capilar.

Bom, depois da avaliação, fomos então para o tão desejado momento: que nem umas verdadeiras princesas, cada uma no seu cadeirão, passámos então à lavagem e ao tratamento (mais adequado, segundo os resultados do diagnóstico de cada uma). Desta vez, aplicaram-me o booster Cicafiber – para iluminar e neutralizar aqueles loiros mais amarelados – com um concentrado Pixelist – um complexo amino-shine para deixar o cabelo com mais brilho. À minha prima aplicaram o booster Nutrição – que faz uma nutrição intensiva aos fios de cabelo – com um concentrado Vita-Ciment – um complexo antierosão para uma reconstrução profunda.

Por fim, passamos à secagem e ao styling: pedimos as duas umas ondas largas. Neste momento, é como mais gosto de ver o meu cabelo. Fica cheio de vida, e ao mesmo tempo natural. Resultado: saímos da Lúcia Piloto completamente radiantes, e os nossos cabelos estavam cheios de luz, brilho e muito sedosos. Tanto o meu, como o da Mariana. Ficámos mesmo satisfeitas. Obviamente que aproveitámos o resto da tarde para uma boa sessão fotográfica (somos primas, mas podíamos ser irmãs), com os nosso cabelos saudáveis, luminosos e rejuvenescidos.

Conteúdo produzido pela Magg Lab e patrocinado por:

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]