Filhos de Patricia Arquette não queriam que a mãe participasse em “The Act”

A atriz revelou que apesar de não conhecer a história, sempre viveu fascinada com o síndrome de Münchhausen. A série está disponível na HBO.

Patricia Arquette dá vida a Dee Dee, a mãe negligente que fez de tudo para que a filha vivesse a acreditar que era doente

Dee Dee queria a filha, Gypsy, constantemente doente e debilitada, enquanto a criança desejava ver a mãe morta. É esta a história verídica de “The Act”, que mostra como uma mulher com síndrome de Münchhausen manipulou os médicos, a família e os vizinhos a acreditarem que a filha sofria de leucemia, distrofia muscular, asma, epilepsia e problemas de aprendizagem.

Para isso, inventou internamentos e obrigou a filha a viver sem dentes, presa a uma cadeira de rodas e a alimentar-se através de uma sonda. No entanto, a criança não tinha nenhum problema de saúde, e podia comer, andar e brincar como todas as crianças da sua idade.

A mãe nunca deixou que a criança fosse normal e Gypsy, como forma de vingança, premeditou o seu assassinato, em 2015, com a ajuda do namorado que tinha conhecido três anos antes na internet. Atualmente com 27 anos, Gypsy Blanchard está a cumprir uma pena de dez anos nos Estados Unidos com possibilidade de sair em liberdade condicional em meados de 2024.

Na série é Patrícia Arquette (“Medium”) quem dá vida a Dee Dee, a mãe negligente. Mas os filhos da atriz fizeram pressão para que ela não participasse em “The Act” por conhecerem a história real — que já deu origem a um documentário chamado “Mommy Dead and Dearest”.

Em entrevista ao portal de notícias “TV Guide”, a atriz revelou que teve sempre um certo fascínio pelo síndrome de Münchhausen mas que “nunca tinha ouvido falar da história da Gypsy e Dee Dee até ter recebido o guião da série.”

“Depois de receber o guião, disse aos meus filhos que estava a pensar em entrar no projeto e a reação deles foi dizer-me para não aceitar porque tinham visto o documentário”, revelou. Ainda assim, a atriz aceitou por ter achado todo o caso incrível e inédito.

“Aproveitei a oportunidade porque foi daquelas histórias em que estava sempre a pensar depois de ler o guião. Lia aquilo e só pensava como é que toda aquela história tinha acontecido, mas a verdade é que aconteceu mesmo”, explica.

“The Act” pretende mostrar não só que aconteceu na vida de Gypsy Blanchard (interpretada por Joey King, na série) mas também perceber que consequências psicológicas surgiram na criança depois de ter premeditado a morte da mãe.

Em Portugal, a série está disponível na HBO Portugal e o terceiro episódio estreia já esta quinta-feira, 28 de março.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]