67% dos portugueses gostava de levar o cão para o trabalho

De acordo com um estudo, os portugueses acreditam ainda que os animais podem ajudar a criar um ambiente de trabalho menos stressante.

O estudo foi realizado pela Purina Nestlé

Pexels

De acordo com um estudo realizado pela Purina Nestlé, apenas 7% dos empregadores permitem que os funcionários levem os seus cães para o local de trabalho. Este valor está bastante abaixo do recomendado, pelo menos se considerarmos que 67% dos portugueses gostaria de poder levar o seu animal para o emprego.

Os trabalhadores portugueses também são da opinião que os cães ajudam a ter um ambiente de trabalho mais relaxado (46%), reduzem o stresse (45%), bem como trazem benefícios para o trabalhador (44%). A solidão do animal em casa, durante o dia, é a principal razão que motiva os trabalhadores portugueses a querem levar o cão para o emprego, reduzindo assim o sentimento de culpa (62%).

Este estudo contou ainda com a participação 3.221 de donos de cães que trabalham a tempo inteiro e residem num destes oito países europeus – Portugal, Espanha, França, Itália, Suíça, Alemanha, Reino Unido e Rússia.

Ao analisar a média europeia foi também possível concluir que quatro em cada dez inquiridos neste estudo preferia trabalhar numa empresa que tivesse este benefício, pois esta vantagem contratual é apenas ultrapassada pela flexibilidade de horário, possibilidade de trabalhar em casa, um regime de fundo de pensões ou a existência de um seguro de saúde.

Uma vez que levar os animais de estimação para o escritório aumenta a motivação e felicidade, a Purina lançou ainda a iniciativa Pets at Work Alliance, que tem como objetivo ajudar empresas a preparem os seus espaços para receberem os animais de estimação dos seus colaboradores, através da criação de códigos de conduta, zonas pet friendly ou até através da organização de um dia dos animais.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]