A febre dos live-action não tem fim: em 2019, para além das adaptações de “Dumbo”, “O Rei Leão” e “Alladin”, há mais uma personagem animada icónica que ganha um filme em “carne e osso”. Falamos de Dora, a pequena exploradora protagonista da série animada com o mesmo nome, que chega ao grande ecrã com “Dora and the Lost City of Gold”.

No filme, Dora é uma adolescente obrigada a mudar-se da selva para ter uma vida mais normal num típico liceu norte-americano, enquanto os pais partem numa exploração demasiado perigosa para crianças. Mas como já seria de prever, a adolescente acaba mesmo por embarcar numa aventura, juntamente com alguns dos seus colegas, para salvar os pais e descobrir uma cidade perdida.

O primeiro trailer foi divulgado no sábado, 23 de março, e dividiu opiniões. No Twitter, foram muitas as reações e enquanto uns afirmaram que o filme parecia “fixe”, outros acreditam que esta adaptação fugiu demasiado à série original.

“A mochila e o mapa não estão a cantar. Não é a minha Dora”, “este filme está a levar-se demasiado a sério e precisa de voltar ao material original” e “deram uma faca à Dora, as adaptações live-action estão a ficar fora de controlo” foram alguns dos comentários sobre o novo trailer na popular rede social.

Depois de “Dumbo”, estas são as próximas adaptações da Disney para o cinema

“Dora and the Lost City of Gold” chega às salas de cinema portuguesas a 8 de agosto e conta com Isabela Moner, Eva Longoria, Michael Peña e Benicio Del Toro nos principais papéis. A série animada “Dora a Exploradora” é transmitida em Portugal pelo canal Panda.