Portugal já tem mais uma zona certificada para ver estrelas

Foi escolhida pela "qualidade excecional de noites estreladas e um ambiente noturno". O projeto representa um investimento de 150 mil euros.

Já são várias as atividades organizadas na zona de forma a aproveitar o céu estrelado, desde trekking noturnos a concursos de fotografia

Chama-se Dark Sky Reserve (DSR) e prepara-se para ser a primeira zona do País certificada internacionalmente para observação de astros. Fica em Arcos de Valdevez, numa das portas de acesso ao parque Nacional da Peneda Gerês, e foi escolhida pela “qualidade excecional de noites estreladas e um ambiente noturno”, explica o presidente da autarquia, João Manuel Esteves.

À Agência Lusa, explicou ainda que o pedido de certificação será enviado até final do primeiro semestre para a Internacional Dark Sky Association, nos Estados Unidos, e que até ao final do ano o observatório está a funcionar. Caso a candidatura seja aceite, o Parque Nacional da Peneda Gerês será o primeiro local no País a dispor de uma zona certificada para observação de astronomia da International Dark Sky Association, uma das duas associações que atribuem certificados de DSR. A outra, a espanhola Starlight, já deu, em 2011, a certificação a outra zona do País, o Alqueva.

O projeto representa um investimento de 150 mil euros que será usado na certificação, na identificação da DSR, na aquisição de material para a observação astronómica e em ações de promoção da nova aposta.

Esta zona identificada fica numa das cinco portas de entrada do Parque Nacional da Peneda Gerês, que funcionam como estruturas de receção ao visitante.

A criação desta DSR, segundo o autarca, “visa promover o ecoturismo e a proteção de ‘habitats’ noturnos, ideais para a astronomia profissional ou amadora, bem como alertar para a preservação e reconhecimento dos céus escuros como um recurso valioso”.

A Porta do Mezio já há muito que promove eventos de trekking noturno com orientação pelas estrelas, assim como atividades ligadas à observação de corpos celestes através de telescópios e ainda fotografia noturna e astrofotografia.

Deixamos, por isso, uma sugestão para que possa apreciar as estrelas enquanto a área não fica delimitada. No dia 26 de junho, a empresa Borealis on Trekking vai realizar um passeio noturno durante o qual vão ser identificados os nomes dos astros e os métodos de orientação pelas estrelas.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]