Não que a cozinha seja um estádio e que aqui vigore a lei do “em equipa que ganha não se mexe”. Ainda assim, não se espante se, mesmo o restaurante sendo novo, reconheça as caras de quem está a pôr as pizzas no forno. O chef Chakall e o pizzaiolo siciliano Roberto Mezzapelle uniram forças no final de 2017 quando abriram juntos um restaurante italiano em Marvila, o Refeitório do Senhor Abel, no qual deram a mostrar a Lisboa que uma pizza vai muito além de uma massa de trigo com queijo e tomate (não, não vamos falar de ananás) em cima.

Neste restaurante arriscou-se na criação de massas pretas pelo carvão vegetal, amarelas da curcuma e nos carpaccios pouco convencionais de boi ou peixe espada.

L'Origine By Chakall

Mostrar Esconder

Morada: Rua da Pimenta, 103, Parque das Nações, Lisboa
Horário: 12h-15h30, 19h30-24h (fecha à segunda-feira)

Agora, a dupla ruma (ainda mais) a oriente e abre um novo espaço no Parque das Nações. Chama-se L’Origine e aqui a pizza é rainha. “A massa é tratada com amor”, garantem, e é por isso que é deixada em maturação lenta de 32 a 72 horas. “O resultado é uma pizza leve e fácil de digerir”, explicam na apresentação da carta que começa em grande quando, logo na primeira página, revela uma opção de entrada a partilhar, batizada com o nome dos criadores: “Tagliere di Roberto e Chakall” (19,50€), que mais não é que uma tábua com queijo, salame, presunto de Parma, mortadela, azeitonas e pão de pizza.

6 receitas de José Avillez, Chakall e George Mendes para o Dia Internacional da Comida Picante

Mas também há focaccias, na versão clássica com sal azeite e alecrim (4,50€) ou com molho de tomate, alcaparras, cebola, azeitona, orégãos e azeite (6€), burratas (com preços que variam entre os 12€ e os 15€) e os carpaccios. Aqui as opções variam entre o salmão (14€), bacalhau (12€), peixe espada (13,5€), carne de boi (13€) ou carne de vaca (12,5€).

Mas vá por nós e não se perca logo no início da refeição. É que ainda não chegamos às páginas das pizzas. Sim, páginas, no plural.

Aqui a base pode ser tradicional, feita com carvão vegetal, com massa de sete cereais ou com massa de beterraba e gengibre. Já está a imaginar as cores que vão chegar à mesa? Espere até ver algumas das opções de ingredientes que compõem o prato. A pizza de beterraba, ou seja, cor-de-rosa, pode ter como toppings mozzarella, beringela, curgete, pimentos e cogumelos e chamar-se Campagnola (15€) ou ser antes uma El Diablo, com salame de porco, tomate, chili, mozzarela e ricotta.

Dia Mundial da Pizza. Fui ajudante de pizzaiolo por um dia e foi mais ou menos desastroso

Já na opção de massa de carvão vegetal há a pizza Due Poli com abacate, salmão, manga, rúcula, tomate, mascarpone e nozes (19€) ou uma mais portuguesa a que deram o nome de “Chakal em Viana do Castelo” (18€) com bacalhau, pesto de coentros, espinafres, azeitonas e mozzarela.

Há ainda saladas, calzones, pizzas brancas (sem molho de tomate) e pizzas sem glúten.

Se depois de toda esta Itália a entrar-lhe no estômago ainda houver espaço para sobremesa, por cá não faltam clássicos como o tiramisú (5€) e a panna cotta (4,5€), ou opções mais arrojadas como pizza com doce de leite argentino (8€) ou o cheesecake de Palermo com laranja e limão (5€).

A abertura oficial do restaurante está marcada para dia 21 de março, mas as portas já estão abertas para almoços e jantares.