Maddie estava drogada. Maddie estava em Huelva. Maddie estava na mala do carro. As notícias mais surreais sobre o caso

A imprensa montou arraiais no Algarve e o caso Maddie foi notícia durante meses. Anos, na verdade. Recordamos algumas das mais originais.

O caso foi manchete de jornais nacionais e internacionais durante meses. Abriu todos os telejornais nos dias seguintes ao desaparecimento

Getty Images

Uma criança desaparece no Algarve. Uma criança inglesa desaparece no Algarve. Uma criança inglesa deixada sozinha pelos pais no quarto desaparece no Algarve.

A cada minuto que passa a história torna-se mais interessante e mesmo com dezenas de diretos feitos num vazio noticioso, nenhum meio de comunicação quer ficar para trás naquela que é a história do dia, ainda sem que ninguém soubesse que aquela era, sim, a história do ano.

A rua em frente à casa da família McCann era pequena para tantas câmaras, tripés, carros de apoio e jornalistas que, segundo relatam no recente documentário “O Desaparecimento de Madeleine McCann”, tinham que pedir licença para ter um espaço livre que servisse de cenário às centenas de vezes que entravam em direto nos telejornais.

Nos primeiros 19 dias, o Caso Maddie foi abertura do Telejornal da RTP por 14 vezes e ajudava a montar a capa de jornais como o “Correio da Manhã”, o “24 Horas” e o “Jornal de Notícias” durante semanas a fio.

À falta de notícias diárias, repescavam-se as antigas, remexia-se no passado dos McCann e procuravam-se culpados, ainda que não houvesse certezas sobre nada.

Ainda assim, supostas certezas toda a gente teve ao longo destes 12 anos. Uma das últimas veio do detetive britânico David Edgar, contratado por Kate e Gerry, pais de Maddie, para ajudar nas investigações. “Existe alguém em Portugal que sabe onde é que ela está”, disse, em entrevista ao “The Sun“. Para David Edgar, a teoria mais sólida é de que a menina, que teria hoje 15 anos, ainda esteja a viver com o sequestrador numa região do interior do Algarve.

Até este último título-choque — “Maddie está viva e ainda está em Portugal” —, publicado em novembro de 2018, foram tantos outros os que nos fizeram folhear jornais sem vergonha de admitir que também nós fomos contagiados por este voyerismo incontrolável.

Voltámos a folhear esses mesmos jornais para compilar as notícias mais surpreendentes sobre o desaparecimento de Maddie. É que ainda que alguns títulos nos levem para caminhos paralelos ao da investigação, às vezes é bom parar para lembrar que uma criança inglesa deixada sozinha pelos pais no quarto desapareceu no Algarve.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]