As coisas mais estranhas que os portugueses perdem na Uber

A MAGG pediu, a Uber respondeu. Há perucas cinzentas e máscaras chinesas de madeira na lista, mas descobrimos outras curiosidades.

França é o país "mais esquecido" da Europa

Quem anda todos os dias de transportes sabe que não é difícil perder algumas coisas pelo caminho. Seja no autocarro, comboio, metro ou até mesmo na rua, são muitas as coisas que deixamos cair ou que ficam simplesmente esquecidas. Com os serviços de transporte privado como a Uber, o panorama não é muito diferente. O que é que podemos dizer? O ser humano tem memória curta. E às vezes esquece-se de coisas um tanto ou quanto peculiares.

A MAGG pediu à Uber uma lista dos objetos mais estranhos que os portugueses perdem no serviço de transportes. A marca deu-nos a resposta, e ainda nos revelou outros dados interessantes sobre objetos esquecidos. Das listas dos itens mais comuns até às cidades com pior memória, descobrimos ainda que podemos perder coisas estranhas como anéis de noivados ou tapetes de ioga, mas ainda estamos longe dos Estados Unidos onde há quem se esqueça de um chihuahua. Em defesa do dono, tinha apenas oito semanas e era mesmo muito pequeno.

Top dos artigos perdidos mais frequentes em Portugal

1. Telemóvel/câmara
2. Carteira/porta Moedas
3. Mochilas, sacos, documentos, caixas e bagagem
4. Chaves
5. Óculos
6. Roupa
7. Headphones/coluna de som
8. Guarda-chuva

Até aqui nada de estranho. Quem é que nunca perdeu o telemóvel ou as chaves de casa? Pois. Esquecermo-nos de uma peruca ou de um bilhete para a Taça de Portugal é que já é um bocadinho mais estranho.

Artigos mais estranhos perdidos em Portugal

  • Aliança de ouro/anel de noivado
  • Fio de prata com três medalhas
  • Pacote com 12 rolos de papel higiénico
  • Tapete de ioga
  • Bola de rugby
  • Bilhete para a Taça de Portugal
  • Caderneta Panini 2018
  • Um rolo de dez metros de tubo multi camadas de cor branca
  • Peruca cinzenta
  • Fraldas geriátricas
  • Tampa de uma pomada
  • Cachecol SL Benfica
  • Camisola FC Porto
  • Bíblia
  • Muleta
  • 2 tubos de metal de um aspirador
  • Taco de golfe
  • Máscara chinesa de madeira
  • Tapete
  • Almofada
  • Peluche Porquinho Cor de Rosa
  • Capa de Finalista

Dias da semana com mais itens perdidos em Portugal

Sábados e domingos

Cidades com maior taxa de itens perdidos em Portugal

1. Porto
2. Lisboa
3. Algarve
4. Braga

Esta é a realidade portuguesa. Então e no resto da Europa?

Top 20 dos objetos mais estranhos já perdidos num Uber na Europa

1. Um gato idoso
2. Big Mac
3. Uma boneca de voo doo africana
4. Um secador
5. Bolos
6. Aranha negra
7. Ventilador, Leques
8. Máquina de Costura
9. Cão
10. 2 tubos de metal de aspirador
11. Máscara de Esqueleto Halloween
12. 2 Radiadores
13. 5 litros de azeite
14. Uma peruca cor de pêssego
15. Pequeno Espanta Espírito
16. Vela com cheiro a muffin de mirtilos
17. Aliança de casamento
18. Asas de Anjo
19. Uma placa de indução portátil IKEA Tillreda em branco
20. Garrafa de chá térmica de 5 L

Top 10 dos países mais “esquecidos” da Europa

1. França
2. Holanda
3. Irlanda
4. Reino Unido
5. Polónia
6. Croácia
7. Espanha
8. Ucrânia
9. Suíça
10. Lituânia

Já vimos Portugal, já vimos a Europa. E nos Estados Unidos?

Top 20 dos objetos mais estranhos já perdidos num Uber nos EUA

1. Um chihuahua cor de café de oito semanas
2. Um casaco preto de pelo falso
3. Uma foto de um beijo no Ano Novo
4. 6 pedaços de frango do 7 Eleven
5. Smoking para um cão pequeno
6. Kit completo de dentes em ouro de 18 quilates
7. Hula hoop
8. Uma cabeça de salmão
9. Cachimbo de marijuana para fins medicinais
10. Certidão de nascimento e cartão de segurança social
11. Skate de Star Wars
12. Bandolete com penas de pavão
13. Bilha de gás
14. Caixa de ovos
15. Sapatos Loubotin de pele de cobra
16. Cinturão de campeonato de wrestling feito em Lego
17. Saco com cabelo e uma escova em forma de pé
18. Top de concerto de Ed Sheeran
19. Leite materno com bomba de extração de leite
20. Duas embalagens de salsichas italianas e fiambre para Dia de Ação de Graças

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]