O ano passado terminou com uma boa notícia para quem anda de transportes em Lisboa. A Carris investiu na aquisição de 250 novos autocarros, 15 deles a entrar em funcionamento ainda em dezembro.

Também nessa altura, foi feita uma alteração estrutural do equipamento — mesmo o antigo — e todos os autocarros da Carris passaram a disponibilizar rede wifi. Em fevereiro, foram feitas contas e, desde dezembro, já mais de 40 mil passageiros tinham usufruído da internet disponibilizada pela empresa municipal.

Foi com esta publicação que a Carris anunciou a novidade aos utilizadores

Agora, mais uma novidade. Os autocarros vão ter entradas USB para carregar o telemóvel. O anúncio foi feito através da página de Facebook da Carris, na qual a empresa publicou uma fotografia do equipamento com a mensagem: “’Fiquei sem bateria’ é uma frase que vão deixar de ouvir nos nossos novos autocarros. As tomadas USB já andam a bordo”.

A Câmara Municipal já explicou, na altura do lançamento da nova frota, que novos veículos vão reforçar as carreiras que atravessam zonas de congestionamento e com mais problemas de poluição, substituindo os autocarros antigos, alguns com mais de 20 anos.

Carris já pode passar multas de trânsito

Numa primeira fase, os autocarros articulados foram alocados às carreiras 728 (que faz o percurso entre o Restelo e a Portela), enquanto os de menor tamanho servem as carreiras 727 (entre Roma-Areeiro e o Restelo) e 732 (Marquês de Pombal-Caselas).

No futuro, os novos veículos articulados vão reforçar também a linha 736 (entre Odivelas e Cais do Sodré), e os “standard” poderão ser utilizados nas linhas 738 (Quinta Barros-Alto Santo Amaro) e 709 (Campo de Ourique-Restauradores).