Irmã de Michael Jackson acusou o cantor de pedofilia em 1993

"Que tipo de adulto de 35 anos leva uma criança para a sua casa e vive com ela durante 30 dias?", perguntou a cantora numa entrevista à MTV.

A entrevista voltou a ser comentada depois da estreia de "Leaving Neverland", o documentário polémico da HBO

AP

O documentário polémico da HBO sobre Michael Jackson e as acusações de abuso sexual estreou há menos de uma semana, mas já está a fazer estragos. As rádios começaram a banir as canções do músico, os criadores de “Os Simpsons” decidiram deixar de transmitir um dos episódios onde este aparecia e agora foi recuperada uma entrevista antiga onde LaToya Jackson, irmã do músico, o acusa de pedofilia.

A entrevista, dada à MTV em 1993, aconteceu na altura em que Michael Jackson foi acusado pela primeira vez de abusar de uma criança de 13 anos. LaToya Jackson disse gostar muito do irmão, mas admitiu que não se sentia à vontade em desculpabilizar o seu comportamento “errático”.

“O Michael é o meu irmão. Amo-o muito mas não seria capaz de ser uma colaboradora silenciosa dos seus crimes contra crianças pequenas e inocentes. Ficar calada implicaria alimentar sentimentos de culpa e humilhação e isso é muito errado”, revelou.

Durante a mesma entrevista, LaToy lançou várias perguntas pertinentes relativamente ao comportamento do irmão no rancho Neverland que, sabe-se agora, estava repleto de camas escondidas, vidros espelhados e várias armadilhas para alertar o cantor caso alguém se aproximasse dos seus aposentos.

“Parem para pensar por um segundo e digam-me: que tipo de adulto de 35 anos leva uma criança para a sua casa e vive com ela durante 30 dias? Que tipo de adulto volta a fazer a mesma coisa com outra criança sem nunca sair do quarto? Quantos de vocês têm 35 anos e fazem isto? Adoro o meu irmão mas isto é errado. Não quero ver estas crianças magoadas”, continuou.

Apesar de a entrevista ser de meados de 1993, depressa caiu no esquecimento e pouco ou nada foi mencionada. Muito devido à relação conturbada de LaToya com a restante família que, na altura, a acusou de enxovalhar e difamar o irmão em troca de dinheiro.

Pouco tempo depois das declarações polémicas, LaToya retratou-se e pediu desculpa pelos comentários que tinha feito — e muito depressa começaram a surgir rumores de que tinha sido paga para estar em silêncio.

Com a estreia de “Leaving Neverland”, que conta com os relatos dois homens que dizem ter sido abusados variadíssimas vezes pelo músico no seu rancho privado e luxuoso, a entrevista voltou a ser comentada nas redes sociais e é já um dos assuntos mais comentados do Twitter.

A família já reagiu à produção realizada por Dan Reed e processou a HBO por considerar que esta é só mais uma tentativa de “enxovalhar alguém que já não está aqui para se defender”.

“Leaving Neverland”, o documentário de duas partes, chegou esta sexta-feira, 8 de março, à plataforma de streaming da HBO Portugal.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]