Estados Unidos aprova venda de novo medicamento em spray para a depressão

A escetamina, em formato de spray, é um tratamento inovador que ajuda a aliviar os sintomas depressivos em poucas horas.

Este novo medicamento já está à venda nos Estados Unidos

Edwin Andrade/ Unsplash

Após a realização de vários estudos, foi aprovada a venda de um novo medicamento para a depressão que permite reduzir em horas o estado depressivo, algo que pode levar dias com as atuais opções disponíveis no mercado. A escetamina, que será comercializada em formato de spray com o nome de Spravato, foi desenvolvida pela Janssen, uma empresa da Johnson & Johnson.

Este foi o primeiro medicamento aprovado para o mercado norte-americano que atua no cérebro de uma forma completamente inovadora. Em declarações ao jornal “Independent” John Mahn, psiquiatra e investigador da Universidade Columbia, referiu que o rápido efeito da escetamina “é algo muito importante, pois o estado depressivo incapacita imenso os doentes, deixando-os a sofrer imenso”. 

Uma vez que tem também um efeito mais potente do que o normal, este medicamento só será disponibilizado para doentes que tenham já experimentado dois tratamentos diferentes, sem os efeitos esperados. Como a escetamina tem também tendência a causar dependência, este medicamento será apenas administrado sob supervisão médica.

Robin Protho tem 60 anos e sofre de depressão há mais de 20. Após ter experimentado cinco tratamentos diferentes sem obter quaisquer resultados, foi convidada a participar neste estudo.  “É um medicamento forte, conseguimos sentir o efeito”, disse também ao jornal “Indepedent”. “Eu fecho os olhos e sinto a minha mente surpreendentemente calma.” Após ter integrado este estudo, Protho conseguiu voltar a ganhar forças para retomar alguns passatempos, como a jardinagem. E apenas toma o spray duas vezes por mês.

A escetamina é uma derivação da cetamina, que tem sido utilizada primariamente para a administração de anestesias. Esta poderoso anestésico tem também sido utilizado no Reino Unido, por via intravenosa, para o tratamento de depressões severas.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]