“Cem Anos de Solidão” de Gabriel García Márquez vai dar uma série da Netflix

É a primeira vez em mais de 50 anos que a família do autor autoriza a adaptação do romance para cinema ou televisão.

O filho de Gabriel García Márquez revelou numa entrevista exclusiva ao "El Tiempo" que a série poderá estrear já em 2020

Getty Images

É um dos romances mais conhecidos e importantes de Gabriel García Márquez e durante mais de 50 anos a família recusou-se a ceder os direitos a qualquer produtora que quisesse adaptar o romance, publicado em 1967, para cinema ou televisão. Em causa estava o receio de uma adaptação cinematográfica ou televisiva não fazer jus à ambiência criada em livro pelo autor. No entanto, a família chegou finalmente a acordo e “Cem Anos de Solidão” vai ser uma série produzida pela Netflix.

A notícia foi confirmada esta terça-feira, 6 de março, por Rodrigo García Barcha, filho do escritor, numa entrevista exclusiva ao jornal colombiano “El Tiempo”.

“Vivemos numa boa altura para as séries de televisão e, com o alcance da Netflix, acredito que a obra, o autor, a Colômbia e o mundo de Macondo [o mundo fictício criado por Márquez no seu livro] vão chegar a uma maior audiência”, revelou.

Apesar de considerar que o livro se tornou conhecido, em grande parte, pela implementação de elementos de realismo mágico na história, Barcha defende que os fãs não deverão entendê-los como parte integrante e fundamental da adaptação.

“Esses momentos não representam a totalidade do livro. ‘Cem Anos de Solidão’ é, mais do que tudo o resto, sobre a vida e as aventuras de uma família. Sobre as suas histórias, o amor, a guerra, o passar do tempo e o envelhecimento.”

Ainda à mesma publicação, o filho de Márquez revelou estar tranquilo quanto à adaptação e diz que o acordo só não aconteceu mais cedo devido ao desconforto da família em sentir que não seria possível transcrever o mundo idealizado por Gabriel García Márquez para outros meios — o que atualmente já não é um problema devido às novas tecnologias que permitem manipulação de imagens e efeitos visuais.

“Na altura, todos os momentos de realismo mágico do livro seriam impossíveis de transportar para outros meios, o que não se verifica agora graças aos efeitos visuais já disponíveis”, explica.

Apesar de não se conhecerem mais detalhes, e de ainda não estarem confirmados nomes para o elenco, Rodrigo García Barcha revelou que a adaptação de “Cem Anos de Solidão” poderá estrear já em 2020 na Netflix.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]