Lady Gaga nunca escondeu que foi alvo de bullying na escola. Durante os anos em que frequentou uma escola católica de elite, a jovem cujo nome verdadeiro é Stefani Germanotta foi perseguida e humilhada. “Fui alvo de bullying e gozada por sonhar algo”, contou à revista “People” em outubro do ano passado.

Em 2011, em entrevista ao “The Guardian“, Lady Gaga deu mais pormenores sobre esses tempos: “Sou excêntrica e faladora, audaciosa, teatral e costumava ser atazanada. Já fui atirada para um caixote de lixo numa esquina por uns rapazes que estavam a sair com umas miúdas da minha turma. Já escreveram palavrões no meu cacifo no colégio, enquanto os outros estavam limpos. Já fui ofendida nos corredores e chamada puta.”

Está aqui a foto que acaba com os rumores de um romance entre Lady Gaga e Bradley Cooper

Este domingo, 24 de fevereiro, a rapariga com quem todos gozavam subiu ao palco para ganhar um Óscar. Depois de uma carreira musical de sucesso, com milhões de álbuns vendidos, a cantora recebeu ótimas críticas pelo filme “Assim Nasce uma Estrela” e ganhou o troféu de Melhor Canção Original. Na segunda-feira, 25, enquanto o mundo ainda suspirava por Stefani Germanotta, tornou-se viral a imagem de um grupo de bullying criado nos tempos da escola.

“Stefani Germanotta, tu nunca serás famosa”. Foi este o nome escolhido para um grupo privado no Facebook, que reunia um total de 12 membros. Com uma foto antiga da cantora e um grande X por cima dela, não é possível ver os conteúdos partilhados mas a imagem não deixa margem para grandes dúvidas — foi criado com o intuito de ofender e humilhar a estrela que hoje todos conhecem pelo nome Lady Gaga.

A foto do grupo tornou-se viral após a vitória do Óscar

Depois da escola, Lady Gaga continuou a sofrer bullying

“Tive um namorado que me disse que eu nunca seria bem-sucedida, nem indicada para um Grammy, nem lançaria uma música de sucesso. Ele esperava que eu fosse um fracasso. Eu disse-lhe: ‘Um dia, quando não estivermos mais juntos, não vais conseguir ir até a esquina sem ouvir-me ou ver-me”, revelou à “Cosmopolitan” em 2010.

Lady Gaga tinha razão. Mas antes disso ainda teria de enfrentar um movimento anti-Gaga em 2013, com a imprensa norte-americana a anunciar o seu fim. “O que aconteceu a Lady Gaga?“, escreveu o “New York Post”. “Será que Lady Gaga caiu do trono?“, questionou o “The Daily Best”. A “Vice” foi mais longe e disse: “O lento e amargo fim da carreira de Lady Gaga“. Em entrevista ao “The Guardian” nesse mesmo ano, a cantora disse: “As pessoas acham que é o meu fim”.

Seis anos depois, a cantora pode responder aos críticos desta forma.

6 fotos