Bradley Cooper, Lady Gaga, o piano e dois microfones deram à noite da 91.ª edição da entrega dos Óscares um momento inesquecível. Finalmente. Sem apresentações ou introduções, o ator e a cantora levantaram-se dos lugares, agora na primeira fila, e juntos subiram as escadas para o palco.

A atuação, em que interpretaram “Shallow”, foi intensa, arrebatadora, quase tanto como a que se viu em “Assim Nasce uma Estrela“. Muito contacto visual, muita química, muita emoção, muita entrega e, no último momento, as duas caras muito próximas, depois de o ator se juntar a Lady Gaga, ao piano. Por momentos, chegou a dar a sensação de que os dois iriam beijar-se. Mas não. O momento invadiu de imediato as redes sociais, com partilhas de quase todas as grandes publicações do mundo, com milhares e milhares de repartilhas.

https://www.youtube.com/watch?v=cT0qWzsOLpg

As emoções fortes continuaram porque, pouco depois, na entrega do prémio na categoria de Melhor Canção Original, foi Lady Gaga quem, emocionada, subiu ao palco — não sem antes abraçar Bradley Cooper, a quem agradeceu.

Irina Shayk, além de estar sentada entre Bradley Cooper e Lady Gaga — o que já lhe valeu a alcunha de ciumenta, nas redes sociais —, foi filmada a sorrir e a bater palmas, depois do discurso de agradecimento de Lady Gaga. 

Óscares. Fim do rumor — Irina e Lady Gaga sentam-se lado a lado na cerimónia

“Shallow” já tinha ganho dois Grammy, nas categorias de “Canção do Ano” e de “Gravação do Ano”. O tema, criado para “Assim Nasce uma Estrela” foi escrito por Lady Gaga, Mark Ronson, Anthony Rossomando, Andrew Wyatt.