Maior fábrica de Nutella interrompe produção — mas é temporário

Empresa garante que nenhum produto à venda foi afetado e que não vai faltar Nutella nos supermercados.

A fábrica produz 600 mil frascos de Nutella por dia

A maior fábrica de Nutella do mundo interrompeu a sua produção depois de terem sido encontrados “defeitos de qualidade” — como lhe chamam, sem dar mais pormenores — num dos ingredientes da famosa cobertura de chocolate e avelã. Mas respirem fundo todos os que não imaginam um mundo sem aquele pote de doce para barrar (ou comer à colherada, sejamos sinceros). A paragem é temporária e a fábrica, que fica na Normandia, prevê voltar brevemente ao ativo.

A Ferrero, empresa que produz a Nutella mas também chocolates tão conhecidos como os Kinders, Raffaellos e Mon Chérri, garante que este defeito não põe em causa nenhum dos produtos já à venda no mercado e assegura que este período de pausa na produção não se vai fazer sentir tendo em conta o stock já existente do produto.

A fábrica, que fica em Seine-Maritime, no norte de França, produz 600 mil frascos de Nutella por dia e tem no próprio país um bom local de escoamento. Os franceses consomem cerca de 100 milhões de frascos de Nutella por ano. De tal forma que, em 2018, instalou-se o caos nos supermercados que decidiram fazer um desconto especial de 70%. Nessa altura, um pote de 950 gramas, que normalmente custa 4,50€ estava a ser vendido a 1,40€.

A paixão por Nutella em França é tal — são responsáveis pelo consumo de 26% de toda a Nutella produzida — que o tribunal teve mesmo que proibir que os pais pudessem dar o nome de Nutella aos filhos porque, sim é verdade, havia quem quisesse fazer isso.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]