Neste jardim zoológico britânico pode jogar ao jogo da corda com um felino

De um lado estão pessoas a puxar uma corda, do outro um leão ou um tigre. Atividade está a levantar polémica.

A atividade custa 17,28€ e é para pessoas com mais de 8 anos

Lembra-se quando era mais novo e, entre tantas outras brincadeiras, jogava ao jogo da corda? Duas equipas de cada lado tinham de puxar o máximo que conseguissem, quem puxasse mais ganhava.

O Zoo de Dartmoor, uma cidade no sudeste de Inglaterra, oferece a possibilidade de competir com um leão ou com um tigre no jogo da corda. O pressuposto é simples: de um lado estão as pessoas a puxar, do outro está um naco de carne que serve para atrair o felino. Os bilhetes custam 17,28€ e já há quem tenha experimentado e gostado da experiência.

Claro que esta atividade não reúne consenso. Há quem defenda que isto é uma crueldade, tanto que já há uma petição assidada por 2.600 pessoas. Sue Dally, uma das mentoras da petição, destaca o facto de não haver a preocupação com o bem-estar do animal: “Parece um circo onde a saúde e segurança de animais ameaçados estão comprometidas”.

A Sociedade Real para a Prevenção de Crueldade com os Animais (RSPCA) também já se pronunciou e afirma que o jardim zoológico falhou no respeito aos animais: “Compreendemos que o zoo providencie atividades físicas aos felinos. Contudo acreditamos que existem outras alternativas para o mesmo fim”.

O dono do Zoo, Benjamin Mee, garante que os animais gostam da experiência: “Acredito que é a coisa certa a fazer, o leão adora”, conta ao “Plymouth Live”.

Explica ainda que não há necessidade para este alarido uma vez que o leão continua a ser alimentado, mesmo que perca o jogo, e ainda esclarece que os dentes dos animais não são problema. “Já viram um leão a devorar carcaças de animais? Os dentes deles são fortes, não se vão partir com esta experiência”.

Benjamin Mee garante que esta é uma maneira de angariar dinheiro para remodelar as casas dos felinos: “É uma atividade de caridade que vai ajudar a reconstruir as casas dos leões que precisam de ser atualizadas”.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]