Bradley Cooper já foi nomeado várias vezes para os Óscares mas nunca ganhou. Não é o único

Este pode ser o ano de redenção para o ator de "Assim Nasce Uma Estrela", que está nomeado para três categorias, incluindo Melhor Ator.

Bradley Cooper já foi nomeado quatro vezes. Em 2019, pode levar o Óscar de Melhor Ator, Melhor Argumento Adaptado e Melhor Filme

IMDB

Apesar de terem cada vez menos audiências, e de as mudanças efetuadas à cerimónia (como atribuir algumas categorias importantes durante os intervalos da transmissão televisiva) não agradarem à maioria das pessoas, os Óscares continuam a ser o maior evento do ano no que diz respeito ao cinema.

Da passadeira vermelha ao monólogo inicial (sendo curioso saber como é que este momento icónico da cerimónia vai decorrer sem um apresentador oficial), são muitos os momentos aguardados pelos espectadores.

Mas, claro está, nada bate o momento em que o envelope é aberto e descobrimos quem são os vencedores, reconhecidos como os melhores entre os seus pares. E apesar de todas as categorias fazerem sentido numa cerimónia como os Óscares, há claramente uma grande curiosidade com as de representação.

Desde que a Academia entrega estes famosos prémios, foram muitos os atores premiados com a desejada estatueta dourada, mas muitos mais aqueles que se tiveram de tornar experientes em repetir a frase “é uma honra ser apenas nomeado” — e estas sete caras conhecidas já têm muitas nomeações, mas zero Óscares na prateleira.

No entanto, para quatro deles, 2019 pode ser o ano da redenção. Bradley Cooper está nomeado três vezes: para além da categoria de Melhor Ator, o protagonista de “Assim Nasce Uma Estrela” pode subir ao palco para aceitar o Óscar de Melhor Argumento Adaptado pelo mesmo filme, e também enquanto produtor, caso a película onde contracena com Lady Gaga seja a vencedora de Melhor Filme.

Willem Dafoe também tem uma hipótese de agarrar o prémio na categoria de Melhor Ator com o seu retrato do pintor Vincent van Gogh, em “À Porta da Eternidade”.

Amy Adams pode sagrar-se finalmente vencedora, caso a sua interpretação de Lynne Cheney em “Vice” seja eleita na categoria de Melhor Atriz Secundária, e Glenn Close tem uma hipótese de levar para casa a estatueta de Melhor Atriz pelo seu desempenho em “A Mulher”.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]