Com quase 100 anos de mercado, os All Star são universais, intemporais e transversais a muitas gerações. Bom… escrevo este artigo só para vos dizer o seguinte: estou louca com os meus AllStar, em bota, pretos. Não os largo nem por nada.

Para vos dizer a verdade, há muitos anos eu tinha uns, em bota também, mas cinzentos. Engraçado que, até há relativamente pouco tempo, dei-os porque achei que já não tinham nada a ver comigo. Eu já não gostava dos All Star em bota… era fã, sim, dos clássicos, modelo ténis, brancos. No Verão usei-os tantas vezes.

Então não é que vi na minha prima este modelo de bota, em preto, e fiquei totalmente rendida. Pensei: tenho que ir comprar uns AMANHÃ! Parecia que estava a adivinhar: os All Star, em bota, pretos, número 38, estavam esgotados em todas as lojas a que fui. Já estava a perder a cabeça.

Descobri 20 mochilas mesmo giras (e os preços começam nos 15€)

O mais giro é que foi na minha viagem à Suíça que os comprei. Havia o meu número e nem pensei duas vezes. Estes já cá cantam e já ninguém me os tira.

Este é talvez o modelo mais alternativo da marca, mas eu combino isto com tudo: calças, calções, vestidos. Tenho só que deixar sempre o cano a ver-se! Esse é o meu truque.

Ficam ou não ficam a matar?

Ler mais