George Clooney defende Meghan Markle: “Foi perseguida e menosprezada da mesma forma que Diana”

O ator, amigo próximo da duquesa de Sussex, saiu em defesa da ex-atriz, alegando que esta tem sido "perseguida e difamada".

George Clooney é amigo próximo de Meghan Markle

Meghan Markle tem estado no centro da imprensa mundial, sempre envolvida em polémicas. Dos conflitos com o pai às alegadas dificuldades em entender-se com Kate Middleton, sem esquecer as sucessivas assistentes a despedirem-se, a ex-atriz ganhou má fama. Depois de os amigos tentarem defendê-la publicamente, agora foi a vez de George Clooney.

Numa entrevista à revista australiana “Who”, onde negou vir a ser padrinho do filho de Harry e Meghan, o ator de 57 falou sobre a forma como Meghan Markle tem sido tratada pelos media. Na sua opinião, é simplesmente “irresponsável”.

“Eles estão a perseguir a Meghan em toda a parte, tem sido perseguida e difamada”, lamentou. “Ela é uma mulher que está grávida de 7 meses e foi perseguida e menosprezada da mesma forma que Diana, e a história repete-se. Já vimos como isto termina”, sublinhou, referindo-se à tragédia da morte da princesa Diana num acidente fatal em 1997, enquanto fugia aos paparazzi, em Paris.

Amigo próximo da duquesa de Sussex, George Clooney não é o único preocupado neste momento. Depois de manterem o silêncio por quase dois anos, cinco das melhores amigas da duquesa conversaram com a revista “People” para “enfrentar o bullying global” que estão a assistir e “dizer a verdade sobre a nossa amiga”. 

Com Meghan e Harry a esperar o seu primeiro filho nesta primavera, as amigas preocupam-se “com o que isso está a fazer-lhe, a ela e ao bebé”, acrescenta uma das amigas. “É errado colocar alguém nesse nível de trauma emocional, quanto mais quando estão grávidas”.

Apesar das mudanças dramáticas na sua vida, os amigos de Meghan Markle dizem que ela se manteve fiel a si mesma.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]