Estas 5 celebridades ficaram com o apelido das mulheres

A tradição diz que é a mulher a adotar o apelido do homem. Mas e se for ao contrário? Ou se cada membro do casal fizer o mesmo?

Já sabiamos que John Lennon e Yoko Ono estavam muito à frente para o seu tempo. Mas sabia que o membro dos Beatles tinha adotado o apelido dela?

Priyanka Chopra falou no programa “Toninght Show”, apresentado por Jimmy Fallon, sobre o facto de ter adotado o apelido do marido Nick Jonas — passando a ser Priyanka Chopra Jonas. Sobre a decisão, a cantora, modelo e protagonista na série “Quantico“, afirma gostar de tradições, mas ressalva que não se trata de perder a sua identidade. “Ele é adicionado a quem eu sou”, disse.

Ainda que, tradicionalmente, este pareça ser o caminho lógico nas uniões, há quem questione o motivo que faça com que seja a mulher a adotar o nome do homem. O “The Independent” refere, a propósito disto, um inquérito realizado pela YouGov, de 2016, que mostra que 61% dos homens prefere que seja a mulher a adotar o seu apelido.

Mas há quem tenha feito ao contrário, tanto que um inquérito de 2017, publicado pelo London Mint Office e citado pelo “The Telegraph“, mostrou que um em cada dez homens está a escolher ficar com o nome das mulheres. Há, entre eles, nomes bem conhecidos no panorama mundial — desde o universo da música ao do cinema.

John Lennon ficou John Ono Lennon

Ainda não existia um #MeToo, um emoji a representar a menstruação e a luta pela igualdade de género tinha um protagonismo distinto do atual. Casaram em 1969 e o membro dos Beatles decidiu homenagear a mulher, adotando o apelido dela, utilizando-o como nome do meio. Ela, por outro lado, passou a chamar-se Yoko Ono Lennon.

Jack White ficou com o nome de Meg White

Jack White, nascido John Anthony Gillis, ainda usa o apelido da ex-mulher, aquela com quem formava a dupla em White Stripes, que existiu entre 1997 e 2011. As pessoas achavam que eles eram irmãos, mas a verdade é que casaram um ano antes de lançarem a banda. Pouco depois de se separarem, em 2000, cada um seguiu a carreira a solo. Ele continua a usar o apelido da ex-mulher.

Zoe Saldana-Perego e Marco Perego-Saldana

Sgt. Michael Connors

Ela ficou com o apelido dele e ele com o apelido dela. Casaram em 2013, mas só dois anos depois é que a atriz, que integra o elenco de filmes como “Guardiões da Galáxia” ou “Avatar”, revelou que o casal teria fugido à tradição. Ela tentou dissuadi-lo, porque a comunidade artística latina poderia ver a decisão com maus olhos. A resposta dele, citada pelo “US Weekly“, encerrou a conversa: “Ah, Zoe, I don’t give a shit” — o que basicamente quer dizer “Estou-me nas tintas para isso”.

Jay Z chama-se Shawn Knowles-Carter

Jay Z finaliza o nome com o apelido da mulher, mas, como John Lennon e Yoko Ono, adotou-o no meio. Quando casaram, em 2008, o rapper mudou o nome para Shawn Knowles-Carter, apelido que a cantora também adotou, no final do nome — tanto que são conhecidos por os Carter.

Alexa e Carlos PenaVega

Foram mais criativos. Alexa Vega (“Spy Kids”) e Carlos Pena (“Grease: Live Act”) criaram um novo nome: PenaVega — assim mesmo tudo junto — aquele que agora o filho (e futuro filho) usa como apelido.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]