Estes sapatos representam as crianças que se suicidaram em 2017

A acção foi organizada pela Chasing the Stigma, uma instituição de solidariedade, que quer quebrar o tabu relativamente às doenças mentais.

226 pares de sapatos foram colocados na escadaria deste pavilhão em Liverpool, representando as crianças que se suicidaram em 2017

A Chasing the Stigma, uma instituição de solidariedade sediada em Liverpool, dispôs centenas de sapatos na escadaria do St. George’s Hall, na mesma cidade do Reino Unido.

A ação, que decorre na Semana da Saúde Mental Infantil, que teve início a 4 de fevereiro e termina a 10, pretende, em primeira instância,  trabalhar para quebra do tabu em torno dos problemas associados à saúde mental, avança o “The Independent”.

Mas os sapatos representam mais do que isso. A ideia é consciencializar a população para o número de suicídios em faixas etárias muito novas, sendo que cada par de disposto nas escadas representa uma vida perdida nestas circunstâncias em 2017.

As estatísticas são de partir o coração, mas muitas pessoas não estão cientes dos números ou desta realidade”, disso ao jornal inglês Jake Mills, fundador desta instituição. “Atrás de cada estatística está uma vida desnecessária e tragicamente perdida”, acrescenta.

Sobre os sapatos, que foram doados à Chasing Stigma, o fundador diz que a intenção era de criar uma “representação visual” das vidas em questão.

A ação foi muito elogiada e cumpriu o seu propósito. “Verdadeiramente horrendo quando mostrado com tanta nitidez”, comentou um utilizador do Facebook. “Isto deu-me arrepios. Tão triste que qualquer criança se sinta desta forma”, disse outro, cita o mesmo jornal.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]