A Chasing the Stigma, uma instituição de solidariedade sediada em Liverpool, dispôs centenas de sapatos na escadaria do St. George’s Hall, na mesma cidade do Reino Unido.

A ação, que decorre na Semana da Saúde Mental Infantil, que teve início a 4 de fevereiro e termina a 10, pretende, em primeira instância,  trabalhar para quebra do tabu em torno dos problemas associados à saúde mental, avança o “The Independent”.

Mas os sapatos representam mais do que isso. A ideia é consciencializar a população para o número de suicídios em faixas etárias muito novas, sendo que cada par de disposto nas escadas representa uma vida perdida nestas circunstâncias em 2017.

Tenho uma depressão ou estou apenas triste? 6 sinais para entender a diferença

As estatísticas são de partir o coração, mas muitas pessoas não estão cientes dos números ou desta realidade”, disso ao jornal inglês Jake Mills, fundador desta instituição. “Atrás de cada estatística está uma vida desnecessária e tragicamente perdida”, acrescenta.

Sobre os sapatos, que foram doados à Chasing Stigma, o fundador diz que a intenção era de criar uma “representação visual” das vidas em questão.

A ação foi muito elogiada e cumpriu o seu propósito. “Verdadeiramente horrendo quando mostrado com tanta nitidez”, comentou um utilizador do Facebook. “Isto deu-me arrepios. Tão triste que qualquer criança se sinta desta forma”, disse outro, cita o mesmo jornal.